Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: janeiro 2020

Pet Shop Boys lança um clipe e o seu álbum de inéditas Hotspot

hotspot pet shop boys capa 400x

Por Fabian Chacur

Pet Shop Boys está com novo álbum no mercado. Trata-se de Hotspot, disponível no exterior nos formatos físicos CD, vinil e fita cassete, e no Brasil e exterior nas plataformas digitais. O lançamento é da x2 Records em parceria com a Kobalt, nova casa fonográfica do duo britânico desde 2013, quando deixaram a Parlophone após 28 anos de bem-sucedida parceria com aquela gravadora, hoje parte integrante do conglomerado internacional Warner.

Como forma de divulgar o novo trabalho de Neil Tennant (vocal) e Chris Lowe (teclados), temos o clipe da contagiante Monkey Business, ambientado em uma casa noturna e repleto de energia positiva. O álbum é o terceiro consecutivo do duo produzido por Stuart Price (Madonna, New Order, Kylie Minogue, Scissors Sisters e The Killers, entre outros), unindo-se a Electric (2013) e Super (2016).

Além da ótima Monkey Business, outro destaque do trabalho é a faixa Dreamland (ouça esta música aqui), que conta com a participação especial do Years & Years, trio britânico de synth pop com dez anos de estrada e dois bem-sucedidos álbuns em seu currículo. Wedding In Berlin, com direito à trecho da clássica Marcha Nupcial, também é sensacional.

Aproveitando o embalo, o Pet Shop Boys anuncia uma turnê massiva pela Europa e Reino Unido, com o título Dreamworld: The Greatest Hits Live, que terá início em 1º de maio na Mercedez Benz Arena, em Berlim, com apresentações previstas para grandes espaços e duração prevista para até o fim de junho.

Na estrada desde 1981, o grupo tem como marca sua pegada dançante, com influências de música eletrônica, disco music e também elementos mais introspectivos, que os mantém até hoje nas paradas de sucesso de todo o mundo.

Eis as faixas de Hotspot (ouça em streaming aqui):

1. Will-o-the-wisp
2. You are the one
3. Happy people
4. Dreamland (featuring Years & Years)
5. Hoping for a miracle
6. I don’t wanna
7. Monkey business
8. Only the dark
9. Burning the heather
10. Wedding in Berlin

Monkey Business (clipe)- Pet Shop Boys:

Bruno Gouveia faz show em dupla com a sua esposa, Izabella Brant

bruno gouveiaFOTO VINICIUS MOCHIZUKI-400x

Por Fabian Chacur

Bruno Gouveia é conhecido nacionalmente como vocalista do Biquini Cavadão, grupo que integra com sucesso há mais de 30 anos. Nesse tempo todo, ele fez participações especiais em trabalhos alheios, mas nunca um trabalho-solo. Aproveitando uma brecha na agenda da sua banda, ele fará no próximo dia 29 (quarta-feira) às 22h em São Paulo um show no qual dividirá o palco com sua esposa, a cantora Izabella Brant. O local será o Bourbon Street (rua dos Chanés, nº 127- Moema- fone 0xx11-5095-6100), com ingressos a R$ 60,00.

Intitulado Cheek To Cheek, o espetáculo trará um repertório totalmente diferente do habitualmente encarado por Bruno e também por Izabella, que integrou a banda mineira Menina do Céu.

Sem nenhuma canção de seus repertórios anteriores, eles investirão em standards da música americana, canções de desenhos animados e também clássicos dos Beatles e do Queen. Tudo em inglês. Eles explicam o projeto:

“Sempre sonhamos em cantar juntos. Ela já havia feito isso comigo, no palco e em discos do Biquini. Eu também fiz o mesmo em sua antiga banda. Uma certa noite em casa, ouvindo Ella Fitzgerald e outros cantores, ficamos nos perguntando o que aconteceria se fizéssemos um show com estas músicas. Decidimos arriscar”, explica Bruno sobre o conceito em torno do espetáculo.

“Queríamos algo que não brigasse com os estilos que já dominávamos, que fosse um desafio e que nos desse, acima de tudo, muito prazer em cantar juntos”,diz Izabella, dando a sua versão para o show.

Vento Ventania (clipe)- Menina do Céu e Bruno Gouveia:

Gregory Porter disponibiliza single e lançará álbum em abril

gregory porter-400x

Por Fabian Chacur

O ano de 2020 mal começou e já temos uma grande canção inédita para celebrar. Trata-se da deliciosa e impactante Revival, do cantor, compositor e ator americano Gregory Porter. Com forte influência de gospel e jazz, a faixa é a primeira a ser divulgada do que será o sexto álbum de estúdio desse incrível artista, All Rise. A Blue Note Records, célebre selo hoje vinculado à Universal Music, promete lançá-lo no dia 17 de abril.

Revival tem um belo clipe dirigido por Douglas Bernardt que mostra um garoto que se sente oprimido e com medo do realmente assustador mundo atual. No entanto, ele descobre uma forma de superar essa pressão toda e dar a volta por cima: a dança e o canto. O resultado em termos visuais se mostra perfeito para ilustrar uma canção que nasce com clima de clássico.

Nascido em Sacramento, Califórnia, em 4 de novembro de 1971, Gregory Porter lançou dois álbuns independentes (Water, em 2010, e Be Good, em 2012) que tiveram boa repercussão e atraíram as atenções da Blue Note. Desde então, cativa fãs nos quatro cantos do mundo com sua voz deliciosa. Sua fama é maior no Reino Unido, onde emplacou três álbuns no Top 10 dos charts de lá.

Vencedor de dois troféus Grammy, o Oscar da música, Porter também tem no currículo dois álbuns ao vivo e gravações ao lado de nomes importantes da música, entre os quais Buddy Guy, Jools Holland, Dianne Reeves, Till Bronner, Jamie Cullum e Renée Fleming. Além de ótimo compositor, ele também sabe reler com classe canções alheias, como prova seu álbum Nat King Cole & Me (2017), que traz clássicos do repertório do célebre astro americano.

Revival (clipe)- Gregory Porter:

Zé Geraldo faz nova profissão de fé no seu estilo com o CD Hey, Zé!

ze geraldo hey ze capa cd-400x

Por Fabian Chacur

Zé Geraldo é um artista autêntico. Desde o lançamento de seu primeiro álbum, em 1979, tem como marca a fidelidade a um estilo musical que funde rock, country e música rural brasileira, sempre com uma assinatura própria. Lógico que essa autenticidade pouco valeria se esse cantor, compositor e músico mineiro de 75 anos não tivesse talento, e isso ele tem de sobra. Hey, Zé!, seu novo CD, lançado pelo selo Sol do Meio Dia com distribuição da gravadora Kuarup, é mais uma prova concreta da força de sua criação.

Mesmo sem contar com a simpatia da grande mídia, o intérprete de hits como Cidadão e Milho aos Pombos conquistou um legião enorme de fãs pelo Brasil afora no melhor estilo boca-a-boca, em uma época (décadas de 1970, 1980 e 1990) que facilidades como internet e redes sociais ainda não eram sequer cogitadas por aqui. Ele consolidou sua fama na estrada, shows após show, canção após canção, superando as dificuldades com muita garra e fé.

Em seu novo trabalho, Zé não abre espaço para novas sonoridades, nem experimenta rumos diferentes dos habituais em sua longa e bem-sucedida trajetória. E isso não se mostra um problema, pois o universo ao qual se presta a desenvolver é uma estrada praticamente infinita, se o cara tiver talento, sensibilidade, inspiração e disposição, como é o caso do cidadão em questão.

Com sua voz rouca de timbre gostoso e cativante, esse trovador urbano-rural nos proporciona belas reflexões a respeito da vida, louvando o amor, a amizade e mostrando um eterno pé atrás em relação aos políticos, aos falsos pregadores e a quem só pensa em nos explorar e nos enganar. Não tem jabá que o compre, como ele próprio diz. E também demonstra uma fé inabalável nas novas gerações e em seu poder de transformar o mundo.

O bacana é que ele canta isso tudo de forma apaixonada, sim, mas também muito bem humorada, como, por exemplo, nas deliciosas Bicho Grilo Artesão, Roqueiro da Roça e Hippie Véio Sonhador, nas quais dá de ombros em relação a quem ironiza esse perfil de ser humano e mostrando que boas ideias e bons conceitos continuam tão atuais como sempre foram e sempre serão. Sonhar é preciso!

A faixa que dá nome ao álbum é uma inspirada versão em português de Hey Joe, que se tornou famosa mundialmente na gravação de Jimi Hendrix nos anos 1960. A Canção Que Vem do Céu é uma tocante homenagem a seu neto Gael, enquanto O Chão do Nosso Chão segue uma linha ecológica.

Enquanto Há Tempo propõe entregar o comando do Brasil a diversos tipos de pessoas de bem, cujas atitudes inspiram esperança em tempos melhores do que os atuais, mas com a advertência: “enquanto há tempo”. Afinal de contas, o relógio não para e as coisas se deterioram. Esperança, mas com foco!

E quem tem cães sabe o quanto esses seres encantadores ajudam a fazer nossas vidas mais saudáveis, encantadoras e até mesmo suportáveis. Zé Geraldo faz uma bela homenagem à sua encantadora cachorra na música Tina, um country rock delicioso com direito a latidos adoráveis em seu final.

Se as canções e as ideias são de primeira linha, os músicos que estão com Zé Geraldo nessa viagem musical são da melhor qualidade, todos mergulhando de cabeça no projeto. Feras do porte do Duofel, Folk na Kombi, Jean Trad, Hamilton Mica, Zeca Loureiro, Carneiro Sândalo e Aroldo Santarosa, por exemplo.

A faixa que encerra o álbum é Zé Geraldo (O Poeta do Bem), escrita por João Carreiro e Chico Teixeira, que por sinal participam nos vocais e violões. Uma homenagem tão bonita e merecida que não poderia ter ficado de fora do disco.

Hey, Zé! (o álbum) flagra um artista ainda inquieto, ativo e inspirado aos 75 anos de idade, capaz de nos oferecer canções belas, vigorosas e inspiradoras, que se mostram essenciais para suportar e tentar superar tempos tão difíceis como os que vivemos atualmente. A força de sua mensagem continua superando todos os desafios. Como diria outro artista do mesmo gabarito dele, o incrível Ednardo, “não tema sinhá donzela nossa sorte nessa guerra, eles são muitos, mas não podem voar”. Zé Geraldo pode! Voemos com ele!

Veja o clipe de Bicho Grilo Artesão, de Zé Geraldo:

Zé Renato garimpa pepitas de Paulinho da Viola em CD solo

ze renato capa cd-400x

Por Fabian Chacur

Zé Renato é um daqueles artistas que leva a sério aquela definição de “operário da arte”. Em seus mais de 40 anos de carreira, sempre se mostrou dos mais ativos, como integrante do Boca Livre, na carreira-solo e em projetos os mais diversos. Aos 63 anos, não parece disposto a botar o pé no freio. Após recentemente lançar um álbum com o Boca Livre (leia a resenha aqui) e um DVD com a Banda Zil (leia a resenha aqui), ele nos oferece novo disco solo, O Amor é Um Segredo- Zé Renato Canta Paulinho da Viola, em CD e nas plataformas digitais, distribuído pela Mills Records.

O cantor, compositor e músico oriundo de Vitória (ES) e há muito radicado no Rio de Janeiro já havia gravado anteriormente músicas de Paulinho da Viola, e desta vez resolveu dedicar um disco inteiro a esse grande ícone da nossa música. Ao contrário do que habitualmente ocorre nesse tipo de obra, ele não optou por grandes hits do artista enfocado, mergulhando fundo em seu repertório para resgatar pepitas tão preciosas quanto, mas que o grande público provavelmente desconhece. São nove canções lançadas originalmente entre 1965 e 1987.

A gravação foi feita em Recife, com um dia para o artista propriamente dito e o outro dedicado ao registro dos complementos. Zé Renato aproveitou uma passagem do Boca Livre pela capital de Pernambuco para isso, e se valeu do estúdio do compositor Lula Queiroga, seu amigo de muitos anos. Minimalista, o artista canta acompanhado por seu violão, com participações delicadas e discretas de Tostão Queiroga (percussão), Spok (sax barítono e tenor) e Fabinho Costa (trompete surdina) variando de faixa a faixa.

Embora imprimindo sua assinatura própria às canções, Zé respeitou o jeito elegante com que Paulinho da Viola interpreta seu repertório. As canções são da lavra mais intimista e introspectiva do autor. Um Caso Perdido, Lua, Só o Tempo, Cidade Submersa e Para Um Amor no Recife são só dele. As outras são com parceiros: Sofrer (Capinam), Foi Demais (Mauro Duarte), Vida (Elton Medeiros) e Minhas Madrugadas (Candeia).

Ótimo compositor, Zé Renato mais uma vez mostra que também sabe reler com muita categoria canções de repertórios alheios, como já havia feito anteriormente com os de Silvio Caldas e Zé Keti.

O integrante do Boca Livre mostra o repertório deste novo trabalho em São Paulo com shows neste sábado (11) às 21h e domingo (12) às 18h no Sesc Bom Retiro (Alameda Nothman, nº 185- Bom Retiro- fone 0xx11-3332-3600), com ingressos custando de R$ 9,00 a R$ 30,00.

Ouça O Amor é Um Segredo, de Zé Renato, em streaming:

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑