Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: rnr (page 1 of 2)

Rio Novo Rock mostra Purano e The Ocean Revives no Rio

PURANO - FOTO MARCOS OYAMA-400x

Por Fabian Chacur

Com quatro anos de existência, o projeto Rio Novo Rock (RNR) atraiu até hoje um total de mais de 15 pessoas, que curtiram 73 grupos da nova geração em 36 edições. Nesta quinta (26), a partir das 20h, o Rio de Janeiro verá duas bandas promissoras, a Purano (FOTO) e a The Ocean Revives, no Imperator Centro Cultural João Nogueira (rua Dias da Cruz, nº 170- Meier- fone 0xx21-2597-3897), com ingressos a R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira). Também participam a DJ Priscila Dau e o Photon Duo, dos VJs Miguel Bandeira e Rebecca Moure.

Criada no Rio em 2005, a banda Purano surgiu com influências do rock dos anos 60 e 70 e também de grunge, stoner, metal e blues. É integrado por Bruno Corrêa (vocal), Rodigo Tardin (guitarra), Fábio Calasans (guitarra), Vitor Neves (baixo) e Bruno Bordallo (bateria). Em seu currículo, três EPs, entre os quais Dias de Guerra, Segundos de Paz, e faixas impactantes como, por exemplo, a ótima Pecador, com direito a um clipe bacana e muito bem produzido.

Também carioca, a banda The Ocean Revives é bem mais recente, com três anos de atividades, mas já está fazendo fama no cenário do underground roqueiro, graças a uma sonoridade que mescla metalcore, pós-hardcore, peso e melodia. Seu EP lançado em 2016, Somos Seis Em Meio Ao Mar, teve boa repercussão. O time: Rodrigo Nascimento (vocal), Vic Corrêa (vocal), Charles Barreto (guitarra), Rafael Carrilho (guitarra), Rodrigo Andrade (baixo) e Kevin Duarte (bateria).

Pecador (clipe)- Purano:

Rio Novo Rock inicia seu novo ciclo nesta quinta (22) no Rio

circus power-400x

Por Fabian Chacur

O quarto ano do Rio Novo Rock (RNR) terá início nesta quinta (22) às 20h. O projeto, que abriu espaços para 73 grupo em suas 36 edições, com um público presente em torno de 15 mil pessoas no total, já abrigou bandas da nova geração como Folks, Dônica, Far From Alaska e Selvagens à Procura de Lei. A programação 2018 começa com as bandas cariocas Circus Rock (foto) e Maieuttica. O local será o Imperator Centro Cultural João Nogueira (rua Dias da Cruz, nº 170- Méier- fone 0xx21-2597-3897), com ingressos a R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira).

Na ativa desde 2013, o Circus Rock traz em suas fileiras Bernardo Tavares (vocal), Felipe Aquino (baixo e vocais), Henrique Barreto (guitarra), Alex Heink (guitarra) e Dudu Moragas (bateria). Em julho de 2017, a banda carioca de punk/hardcore lançou seu primeiro álbum, Em Meio à Destruição, com 11 faixas, entre as quais a virulenta Sangue nos Olhos. Influências de grupos como Rage Against The Machine e The Offspring aparecem em suas canções.

Com letras que se valem de conceitos filosóficos, a Maieuticca conta com Allan Sampaio (vocal), Frank Lima (vocal), Tuninho Silva (guitarra), Tássio Luiz (guitarra), Bruno Pinho (baixo) e Rômulo Lima (bateria). Seu primeiro álbum, Por Árduos Caminhos Até as Estrelas, saiu em 2014, com boa repercussão. O mais recente é Hiatus: Ausência. Sua sonoridade é o metalcore, com elementos musicais de grupos como Sepultura, Pantera e Lamb Of God inspirando sua criação musical.

Hidra– Maieuttica:

Astro Venga e NDK são duas atrações do Rio Novo Rock

NDK_Camila Cara_400x

Por Fabian Chacur

Com três anos de existência e ótima repercussão, o projeto Rio Novo Rock (RNR) prossegue nesta quinta-feira (9) às 20h no Rio, mais precisamente no Imperator Centro Cultural João Nogueira (rua Dias da Cruz, nº 170- Meier- fone 0xx21- 2597-3897), com ingressos a R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira). Na programação, as bandas Astro Venga e NDK, além da participação da DJ Priscila Dau e do VJ Miguel Bandeira.

O power trio carioca Astro Venga tem como marca registrada tocar nas ruas, o que o impulsionou a fazer uma média de mais de 150 shows por ano. Eles já lançaram dois discos com registros de suas performances ao vivo, repletas de um rock instrumental vibrante e repleto de boas influências. Os caras prometem para breve seu primeiro álbum de estúdio, com nove músicas autorais.

Oriundo de Jundiaí (SP) e há 12 anos na estrada, o grupo NDK (FOTO) faz uma mistura de rock, rap, reggae e pop. Integrado por Caio, Marcola, Rike e Mizão, contam em seu currículo com apresentações que abriram shows de Jota Quest, O Rappa, Forfun, Nando Reis, Fresno e Raimundos. Eles estão lançando um novo EP, Impermanência, cujo repertório estará no show no RNR.

Astro Venga ao vivo na Carioca:

Amsterdan e Stereophant são as atrações do Rio Novo Rock

amsterdan banda carioca-400x

Por Fabian Chacur

O projeto Rio Novo Rock, que há três anos abre mensalmente no Rio de Janeiro espaço para as bandas do novo rock feito no Rio e em outros estados, marca presença este mês nesta quinta-feira (7), um belo feriado, por sinal. Estarão em cena as bandas Amsterdan (FOTO) e Stereophant, além da DJ Suirá e do VJ Miguel Bandeira. A festa roqueira rola a partir das 20h em seu palco habitual, o Imperator- Centro Cultural João Nogueira (rua Dias da Cruz, nº 170- Meier- fone 0xx21-2597-3897), com ingressos de pista a R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira).

Nesta edição da mais consistente vitrine do novo rock nacional, teremos duas representantes locais. Com um ano de atividade, a banda Amsterdan conta com Rafael Reis (vocal), Adison Filho (guitarra), Fernando Fully (guitarra), Mateus Muniz (baixo e vocais), Caio Firmo (sintetizador) e Guga Peçanha (bateria). Seu primeiro álbum, 1766, traz faixas como Natural, Labirinto e Foi-se o Tempo, e conta histórias que todos nós vivemos diariamente, na definição de seus integrantes.

O Stereophant possui dois álbuns: Correndo de Encontro a Tudo (2013, relançado este ano em versão remixada e remasterizada) e o novo Mar de Espelhos. Integram o time Alexandre Rozemberg (vocal), Vinícius Tibuna (guitarra), Thiago Santos (guitarra), Fabrício Abramov (baixo) e Bernardo Leão (bateria). No mais recente trabalho, contam uma história dividida em três blocos de cinco canções cada.

Homem ao Mar (clipe)- Stereophant:

Rio Novo Rock celebra 3 anos com um show muito especial

Medulla por Rafael Kent-400x

Por Fabian Chacur

O projeto Rio Novo Rock completa três anos computando várias conquistas, incluindo um público fiel, a participação de bandas bacanas e a consolidação de uma plataforma que serve como vitrine para talentos emergentes. A comemoração dessa efeméride rola no Rio de Janeiro nesta quinta (13) às 20h, não por coincidência o Dia Internacional do Rock, com shows de três bandas bem expressivas da safra atual.

O local será a sede habitual dessa verdadeira celebração ao novo rock carioca e brasileiro, o badalado Imperator- Centro Cultural João Nogueira (rua Dias da Cruz, nº 170- Meier- fone 0xx21-2597-3897), com ingressos a R$ 25,00 e R$ 50,00. Saiba mais aqui. Também participam a DJ Priscila Dau e o VJ Miguel Bandeira.

O elenco, como não poderia deixar de ser, foi escolhido a dedo. O grupo Medulla (FOTO), por exemplo, mescla paulistas e pernambucanos em sua escalação, tem dois álbuns em seu currículo, e procura explorar sonoridades extraídas do rock, jazz, hip hop, rap, hardcore e folk para criar uma marca registrada própria.

Carlos Posada e o Clã vem de Pernambuco, e conseguiram atrair a atenção do público indie com o seu álbum de estreia, lançado em 2013 e marcado por um estilo hipnótico e sutil. Quem curtiu esse trabalho deve estar ansioso para a chegada do próximo, que a banda promete para breve, provavelmente ainda para este ano.

Na ativa desde 2004 e oriundo da cidade de São Cristóvão (Sergipe), o The Baggios faz provavelmente o som mais pesado dessa trinca, com um blues rock visceral somado a elementos do rock da década de 70 e da MPB, oferecendo assim ao público um trabalho com bastante pique e repleto de riffs de guitarra, energia e virulência.

Posada e o Clã- 1º álbum em streaming:

Bandas Baleia e Drenna são as atrações do Rio Novo Rock-RJ

baleia_op1ATLAS_credito_bruno_mello-min

Por Fabian Chacur

O projeto Rio Novo Rock (RNR), que uma vez por mês agita o cenário rock do Rio de Janeiro, terá a edição de maio nesta quinta-feira (4), a partir das 20h, no Imperator- Centro Cultural João Nogueira (rua Dias da Cruz, nº 170- Meier- Rio de Janeiro- fone 0xx21-2597-3897), com ingressos a R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00. Na programação, as bandas cariocas Drenna e Baleia (FOTO), além da DJ Suirá e do VJ Miguel Bandeira.

Há oito anos na ativa, a Drenna possui forte ligação com o RNR, pois foi exatamente a que abriu o projeto, em 2014. Fazem parte do time a cantora e guitarrista Drenna, Junior Macedo (guitarra), Bruno Moraes (baixo) e Milton Carlos (bateria). Com um rock básico e bastante energético, eles atualmente divulgam seu novo álbum, Desconectar.

Sofia Vaz (vocal), Gabriel Vaz (vocal), Cairê Rego (baixo), Felipe Ventura (violino e guitarra), David Rosenblit (teclados) e João Pessanha (bateria) integram o Baleia, que tem dois álbuns em seu currículo: Quebra Azul (2013) e Atlas (2016), este último elogiado pelo escritor português Valter Hugo Mãe. Eles fazem um rock denso com influências de MPB, world music e até mesmo Tropicalismo, com um clima envolvente.

Desconectar– Drenna:

Alaska e Two Places At Once são as atrações do RNR(RJ)

two places at once FOTO PEDRO ARANTES-400x

Por Fabian Chacur

Com quatro anos de existência, o Rio Novo Rock (RNR) tornou-se um dos projetos mais bem-sucedidos entre os dedicados ao novo rock brasileiro. Já estiveram por lá bandas como Dônica, Medulla, Hover e Far From Alaska. Nesta quinta (16) a partir das 20h, no Rio de Janeiro, será a vez de Alaska e Two Places At Once. O local é o Imperator- Centro Cultural João Nogueira (rua Dias da Cruz, nº 170- Meier-RJ- fone 0xx21-2597-3897), com ingressos a R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira).

Oriundo de São Paulo, o grupo Alaska tem seis anos de estrada e é integrado por André Ribeiro (voz e guitarra), Nicolas Csiky (bateria), André Raeder (guitarra), Vitor Dechem (teclados, guitarra e vocais) e Wallace Schmidit (baixo). Sua carreira ganhou força ao gravarem a música Vista no projeto Converse Rubber Tracks. Em 2015, sai o seu álbum de estreia, Onda, no qual mostram um rock melódico e energético, com influências de Rancore, Circa Survive e Thrice.

Os cariocas do Two Places At Once estrearam em 2013, e em 2014 vieram com o EP Differente Selves. O primeiro CD saiu em 2016, Birdtraps. Fazem parte do time Renan Rocha (voz e guitarra), Rodrigo Soares (guitarra), Juan Salinas (baixo) e Victor Barbosa (bateria). Algumas de suas faixas foram usadas em trilhas de programas do canal a cabo Off. Também participam do evento a DJ Suirá e o VJ Miguel Bandeira, garantindo qualidade musical na abertura e nos intervalos.

Alto Mar– Alaska:

Mustache & Os Apaches/Rats são as atrações do RNR-Rio

rats 2-400x

Por Fabian Chacur

Entrando em seu quarto ano de existência, o projeto Rio Novo Rock (RNR) esbanja vitalidade e se firma como um espaço bacana para as bandas da nova geração do rock brasileiro. Já passaram por lá os cariocas Dônica, Medulla, Hover, Ventre e Planar, além de gente talentosa de outros estados como Far From Alaska (RN), Vespas Mandarinas (SP) e Selvagens à Procura de Lei (CE). Nesta quinta-feira (9), a partir das 20h, teremos os cariocas da Rats (FOTO) e os paulistas da Mustache & Os Apaches.

Os shows, que serão realizados no Rio de Janeiro, terão como palco o Imperator- Centro Cultural João Nogueira (rua Dias da Cruz, nº 170- Méier- fone 0xx21- 2597-3897), sendo que os ingressos custam R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira). Fazem parte da programação as apresentações da DJ Priscila Dau, que recebeu elogios até do badalado crítico musical Jamari França, e o VJ Miguel Bandeira. Para mais informações, o novo site do evento pode ser acessado aqui.

Com quatro anos de estrada e um compacto e dois álbuns no currículo, sendo o mais recente Time Is Monkey (2015), a Mustache & Os Apaches se inspirou nas jugbands americanas, e é formada por Jack Rubens (voz, guitarra, bandolim, mochofone), Lumineiro (voz, washbord, bateria), Pedro Pastoriz (voz, guitarra, violão, bandolim, banjo), Axel Flag (voz, viola e percussão) e Tomas Oliveira. Eles já mostraram sua mistura de jazz, folk e outras sonoridades animadas e dançantes por todo o Brasil e também exterior, onde já fizeram 20 shows.

Por sua vez, a banda carioca Rats lançou em 2016 o seu álbum de estreia, Por Terra, Céu e Mar, e fazem uma mistura de irish punk, folk, rock e punk. Seu som enérgico é conduzido por Kito Vilela, Fernando Oliveira, Fernando Gajo, Bruno Pavio e Rodrigo Barba. A produção de seu álbum de estreia ficou a cargo de Jimmy London, do grupo Matanza.

Time Is Monkey- Mustache & Os Apaches (CD em streaming):

O Rio Novo Rock inicia shows em 2017 nesta quinta-feira

overdrive-sarava-2-400x

Por Fabian Chacur

Entrando em seu quarto ano de existência, o projeto Rio Novo Rock inicia sua programação de 2017 com shows de duas bandas emergentes do cenário rocker brasileiro. Já passaram pelo evento Dônica, Medulla, Far From Alaska, Selvagens à Procura de Lei e Vespas Mandarinas, entre outros. Desta vez, teremos Overdrive Saravá (FOTO) e Ego Kill Talento. As apresentações rolam nesta quinta(12) a partir das 20h no Imperator- Centro Cultural João Nogueira (rua Dias da Cruz, nº 170- Meier- fone 0xx21- 2597-3897), com ingressos a R$ 10,00 e R$ 20,00.

Na estrada desde 2012 e oriunda de Niterói (RJ), a banda Overdrive Saravá é integrada por Gregory Combat (vocal), Lucas Botti (guitarra), Thiago Henud (guitarra), Matheus Freire (baixo) e Renan Carriço (bateria). Seu trabalho parte de várias tendências da música brasileira, mescladas de forma criativa e original a elementos do rock internacional. Influências distintas como Raul Seixas, Led Zeppelin, Teatro Mágico, Raimundos e Cartola norteiam sua musicalidade.

Em seu primeiro álbum, Overdrive Saravá, lançado em 2016, o quinteto nos traz oito faixas, entre as quais Mandacaru, Guerreiro do Serrado e 666 Noite. Por sua vez, o Ego Kill Talent surgiu em dezembro de 2014, e lançou até o momento três EPs, com direito a abrir shows para bandas internacionais como Marilyn Manson e Rammstein. O evento também terá as participações da DJ Suirá e do VJ Chico Abreu.

Overdrive Saravá- ouça o CD em streaming:

Plutão Já Foi Planeta e Lisbela fazem show no Rio Novo Rock

plutao2016_pordiegomarcel_19-2-400x

Por Fabian Chacur

O projeto Rio Novo Rock (RNR) existe há mais de dois anos, com direito a 30 edições, 59 bandas da nova geração do rock, 29 DJs e mais de 12 mil pessoas de público até o momento. Nesta quinta (1º/12), a partir das 20h, será realizada a última edição do ano, com a presença das bandas Plutão Já Foi Planeta (foto) e Lisbela. O local é o Imperator- Centro Cultural João Nogueira (rua Dias da Cruz, nº 170- Meier- RJ- fone 0xx21- 2597-3897, com ingressos a R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira).

Na estrada desde setembro de 2013, a Plutão Já Foi Planeta é de Natal (RN), e tem como integrantes Natália Noronha, Gustavo Arruda, Sapulha Campos, Khalil Oliveira e Vitoria de Santi. Eles já lançaram o CD autoral Daqui Pra Lá (2014) e tiveram em 2016 uma participação destacada no programa global Superstar. Seu som delicado mistura rock, folk, country e MPB de forma ao mesmo tempo melódica e agitada.

Diretamente do estado do Rio de Janeiro (da cidade de São João de Meriti) e com quatro anos de atividade, a banda Lisbela tem em sua escalação Allan Vieira, Thales Zagalia, Ramon Elias, Jader Luiz e Gabriel Luz. Seu mais recente trabalho é o álbum Saudade Que Não Vai Embora, boa amostra de uma sonoridade melódica, ágil e com letras poéticas.

Viagem Perdida– Plutão Já Foi Planeta:

Older posts

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑