Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: 2021

Chiara Civello relê um clássico de Charles Aznavour em novo álbum

chiara civello 400x

Por Fabian Chacur

A cantora italiana Chiara Civello é uma artista com espírito mundial, tipo cidadã do mundo. Afinal de contas, ela mora e trabalha em Nova York, Rio de Janeiro, Paris e Roma, aproveitando o melhor de cada uma dessas cidades. Ela já trabalhou com nomes do porte de Gilberto Gil, Burt Bacharach, Esperanza Spalding e Ana Carolina. Desta vez, a moça nos apresenta uma releitura de Yesterday When I Was Young, grande hit em 1975 com o autor, Charles Aznavour. Trata-se de uma bela amostra de Chansons, álbum que a gravadora LAB 344 lançará no Brasil e América Latina no dia 19 de novembro.

Com o subtítulo International French Standards, Chansons inclui canções do universo da música francesa, que Chiara interpreta nesse idioma e também em inglês e italiano. A produção ficou a cargo de Marc Collin, conhecido como integrante do grupo Nouvelle Vague. A versão de Yesterday When I Was Young ganhou uma roupagem sonora que tem a ver com o espírito do trabalho de Sade, sem cair na mera imitação.

Yesterday When I Was Young– Chiara Civello:

Crowded House lançará um novo álbum após onze longos anos

crowded house 2021

Por Fabian Chacur

No dia 4 de junho, chegará às plataformas digitais e em formatos físicos (esses, apenas no exterior) o álbum Dreamers Are Waiting. Trata-se do 7º álbum do grupo radicado na Austrália Crowded House, e o primeiro após onze longos anos. Intriguer, o anterior, saiu em 2010. Ou seja, eles ficaram durante toda a década passada fora de cena. E essa não é a única novidade dos caras.

A banda, cujo autointitulado CD de estreia saiu em 1986 com o hit Don’t Dream It’s Over, mantém de sua formação original Nick Seymour (baixo) e Neil Finn (vocal e guitarra). O time traz novidades interessante na sua nova escalação. Uma é o tecladista Mitchell Froom, que produziu os três primeiros álbuns do Crowded House e é conhecido pela produção de trabalhos de Suzanne Vega (com quem foi casado), Sheryl Crow e muitos outros.

As outras duas adições tornam o CH uma ação em família. Liam (guitarra, teclados e vocais) e Elroy Flin (bateria e guitarra) são filhos de Neil. Vale aqui uma rápida recordação: Neil iniciou sua carreira no cenário musical entrando na banda Split Enz, liderada por seu irmão mais velho, o talentoso cantor e guitarrista Tim. Nos anos 1990, Tim marcou presença durante algum tempo no CH. Eles também chegaram a gravar como dupla.

A 1ª amostra dessa nova fase do Crowded House veio à tona em outubro de 2020, com o lançamento do single Whatever You Want (veja o clipe aqui). Depois, em fevereiro deste ano, veio To The Island (veja o clipe aqui).

Agora, chega a vez de Playing With Fire, última prévia antes do álbum completo. As três canções são excelentes, por sinal Em press release enviado à imprensa, Neil Finn comentou sobre Playing With Fire:

“Esta música foi formada a partir de uma jam do grupo, ao vivo no estúdio, mas depois desenvolveu durante a quarentena seu caráter por meio de muitas reviravoltas. Playing With Fire é carregada com um ar alegre, instrumentos de sopro crescentes e um canto que é quase um swing. Dentro disso, está a contradição que muitas vezes sinto em ocasiões alegres, a presença de esperança junto com uma sensação iminente de destruição”.

Em seus 35 anos na ativa, o Crowded House traz como marca canções deliciosas fortemente influenciadas pelas fases psicodélicas dos Beatles e Beach Boys, sempre com ótimas melodias e arranjos envolventes. Vale lembrar que em 2018 Neil Finn também passou a ser integrante da atual formação do Fleetwood Mac.

Playing With Fire (clipe)- Crowded House:

© 2022 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑