Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: reino unido

Greatest Hits-Queen é o disco mais vendido no Reino Unido

queen greatest hits

Por Fabian Chacur

Nunca o Queen teve tanta razão por cantar a música We Are The Champions como agora. Segundo informação divulgada pela parada de sucessos oficial do Reino Unido, a Britain’s Official Albums Charts, que completou 60 anos de existência este ano, o álbum mais vendido da história daquela parte do mundo é Greatest Hits, da banda do saudoso Freddie Mercury. O disco vendeu 6.1 milhões de cópias por lá desde que foi lançado, em 1981.

Primeira coletânea a dar uma geral nos principais sucessos do grupo britânico, concentrando-se na fase entre 1973 e 1980, Greatest Hits teve versões com ligeiras mudanças de repertório em outros países. No Brasil, por exemplo, a faixa Seven Seas Of Rhye deu lugar a Love Of My Life, na versão ao vivo do álbum Queen Live Killers, certamente a canção de maior sucesso do quarteto por aqui. Essas alterações estratégicas tiveram a autorização do próprio grupo, na época.

Outro álbum de Brian May e sua turma, não por coincidência Greatest Hits II (1991), também entrou na lista dos 10 mais de todos os tempos no Reino Unido, precisamente na posição de número 10. E já que o tema desta conversa é compilações, outra ocupa o segundo lugar. Trata-se de Abba Gold- Greatest Hits, do grupo sueco Abba, que saiu em 1991 e vendeu até o momento em torno de 5.2 milhões de copias.

Nomes bem familiares aos fãs do rock e da música pop completam a lista. Michael Jackson marca presença com dois trabalhos, Thriller (1982), o 6º colocado, e Bad (1987), na posição de número 9. Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (1967), dos Beatles, é o terceiro posicionado, com 5.1 milhões de cópias vendidas. Bem mais recente, 21 (2011), da estrela britânica Adele, está no quarto posto, com 4.7 milhões de cópias comercializadas.

Da geração anos 1990, só entrou nesse seleto time o Oasis, com o trabalho que o consagrou no Reino Unido e no resto do mundo, (What’s The Story) Morning Glory (1995) que abiscoitou o 5º posto nesse chart mais do que nobre. The Dark Side Of The Moon (1973), clássico da carreira do Pink Floyd, atingiu o sétimo lugar, enquanto Brothers In Arms (1985), do Dire Straits, um dos discos mais vendidos da década de 1980, completa a lista, na posição de número 8.

Another One Bites The Dust– Queen:

Bicycle Race– Queen:

We Are The Champions– Queen:

Adele quebra recordes com o novo CD na Inglaterra e EUA

Adele-400x

Por Fabian Chacur

Quebrar recordes é com a Adele. Não satisfeita em superar grandes marcas com Hello, o primeiro single de seu novo álbum (leia sobre isso aqui), a cantora e compositora britânica agora arrasa marcas anteriores com o álbum completo, 25, nos EUA e no Reino Unido. Os números são impressionantes, coisas de um incrível fenômeno pop mesmo.

Conforme informações da Nielsen Music divulgadas pelo site americano da revista Billboard, 25 ultrapassou a marca de três milhões de cópias comercializadas em sua primeira semana de lançamento na terra de Barack Obama. Isso significa superar de longe o recorde anterior para esse mesmo período, que era desde março de 2000 defendido pela boy band NSync com seu trabalho No Strings Attached, que teve 2.42 milhões de cópias comercializadas.

No Reino Unido, o terceiro álbum de Adele também ficou com a marca de trabalho mais vendido em sua semana de lançamento, com 800.307 cópias comercializadas, contra 696.000 do recordista anterior, Be Here Now, lançado pela banda Oasis no já distante 1997.

Os resultados nos dois lados do Atlântico estão ajudando a dar uma revitalizada no mercado fonográfico, já que o álbum não está disponível para ser ouvido em streaming. Onde esse fenômeno irá parar? Com a palavra, seus milhões de fãs no mundo todo, ávidos por ouvir sua “ídala”.

Hello– Adele:

When We Were Young (ao vivo na TV)- Adele:

Adele quebra recordes nos EUA e Reino Unido

Por Fabian Chacur

Um ano após o seu lançamento, o álbum 21, da cantora Adele, parece se recusar a parar de quebrar recordes. Nesta semana, o segundo disco da simpática estrela inglesa agitou novamente os mercados britânico e americano.

Na Inglaterra, 21 ultrapassou Bad (1987), do Rei do Pop Michael Jackson, e agora é o oitavo álbum mais vendido da história fonográfica britânica, com 4.02 milhões de cópias comercializadas, segundo informações da Official Charts Company, que faz essas medições oficialmente por lá.

Se o álbum vender mais 150 mil cópias nas próximas semanas, o que parece algo bem provável de ocorrer, ele irá ultrapassar Brothers In Arms (1985), do Dire Straits, e The Dark Side Of The Moon (1973), do Pink Floyd, assumindo então a sexta posição.

O álbum mais vendido de todos os tempos no Reino Unido continua sendo Greatest Hits (1981), do Queen, com 5.83 milhões de exemplares comercializados, seguido por Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles, com 5.04 milhões de cópias vendidas até hoje.

Nos EUA, 21 acaba de emplacar a 22ª semana não consecutiva na ponta da parada da revista Billboard, com 297 mil cópias comercializadas durante a semana encerrada no dia 26 de fevereiro.

Trata-se do álbum que se mantém há mais tempo na liderança da parada da terra de Barack Obama desde a trilha de Purple Rain, de Prince, que permaneceu 24 semanas na liderança entre 1984 e 1985.

Até hoje, 21 já vendeu 7.65 milhões de cópias nos EUA e 4.02 no Reino Unido, e algo em torno de 20 milhões de cópias, se computarmos o resto do mundo. Vai vender álbuns ali adiante!

Ouça One And Only, com Adele:

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑