Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Como turnê do Buffalo Springfield virou CSN

Por Fabian Chacur

Em entrevista concedida ao site americano da Rolling Stone, Stephen Stills revelou que o Buffalo Springfield deveria ter feito uma turnê com ao menos 30 shows durante 2012. No entanto, o reencontro de um dos grupos mais bacanas dos anos 60 acabou durando um total de apenas sete apresentações, realizadas entre 2010 e 2011,incluindo uma elogiada no badalado festival de Bonnarooo, nos EUA.

Após o show realizado em outubro de 2010 no evento beneficente Bridge School (promovido por Young) que deu início ao reencontro de Neil Young, Stephen Stills e Richie Furay, os remanescentes da banda que existiu originalmente entre 1966 e 1968 e lançou três álbuns deveriam ter dado continuidade a um projeto mais longo, segundo Stills.

“Não criaria uma infraestrutura tão grande para apenas sete shows, nossa equipe incluía mais de 100 pessoas, e quando Neil resolveu desistir do projeto, no meio de 2011, fiquei completamente na mão”, disse Stills, falando pela primeira vez à imprensa sobre o tema, que seu ex-colega já havia abordado em entrevistas em 2011.

Conhecido por sua capacidade de largar um trabalho e iniciar outro praticamente do nada, Neil Young se mandou do projeto de retorno do Buffalo Springfield e se uniu novamente aos velhos companheiros do Crazy Horse, após nove anos distantes, lançando dois álbuns durante este ano- Americana e Psychedelic Pill.

A sorte de Stills é a de ter dois amigos mais do que fiéis, David Crosby e Graham Nash. Eles iriam iniciar uma turnê como Crosby & Nash e já estavam até agendando datas quando souberam do rolo entre os dois amigos.

Nash disse que, em pouco tempo, o que seria um duo virou de novo trio. Surgia do nada uma nova turnê de Crosby, Stills & Nash, que para alegria dos brasileiros passou por aqui em maio.

Apesar dos pesares, Stephen Stills não demonstrou mágoa em relação ao imprevisível Young. Na entrevista, ele demonstrou serenidade e calma. “Ele falou bem de mim no livro que lançou recentemente. Foi muito gentil. Trabalhar com ele é um privilégio, não um direito”.

No entanto, o autor de For What It’s Worth e tantos outros clássicos do rock deu uma resposta bem diferente da de Young sobre um possível retorno do Springfield. Enquanto o roqueiro canadense disse que os shows feitos em 2010/2011 foram a semente para algo que poderá frutificar de novo no futuro, o astro americano não teve dúvidas.

“Para o propósito dessa entrevista, só posso dar uma resposta referente à possibilidade de um retorno do Buffalo Springield: não!”

Rock And Roll Woman/Child Claim To Fame, com o Buffalo Springield em 2010:

10 Comments

  1. Não sabia que o trio de “búfalos” tinha se reunido! Já imaginou eles abrindo pro outro trio (CSN) aqui na Via Funchal? Ou seria exigir demais da saúde do Stills?
    Muito bom esse “iutúbi” que você anexou (embora mal filmado). Na segunda canção, o menos famoso dos três, o Furay, manda muito bem! E quanto à primeira canção: quantas “rock and roll women” você tem o prazer de conhecer pessoalmente? Eu só conheço duas (rsrs).
    Agora só falta reunir os Manassas. Ab’ção pr’ocê.

  2. É, Cláudio, o trio Sprinfield se reuniu, e teria sido legal se eles também tivessem vindo aqui, não é mesmo? Mas já viu, o Neil Young é meio matusquela desde sempre… O Richie Furay é bem talentoso, e o trabalho dele com o Poco mostra isso, que pode não ser o melhor grupo de country rock do mundo mas é bastante competente. Precisaria dar uma pensada para saber quantas, mas ao menos uma, e das boas, eu conheço sim!!! Mas eu certamente conheci mais, meu caro…rsrsrsr Fica a resposta mais exata para uma próxima. Grande abraço e é sempre ótimo ter alguém com o seu altíssimo nível por aqui….sem querer puxar o saco, pois “that’s a fact”!!!

  3. Não vale contabilizar as que você entrevistou!!
    E esqueci de dizer que o Richie Furay é a cara do Fernando Gabeira.

  4. admin

    November 16, 2012 at 4:12 pm

    Pode deixar, a Rita Lee e a Chryssie Hynde não entrarão na conta, assim como não entrarão a Annie Lennox, as integrantes do grupo L7 e outras rsrssrsrsrs E realmente o Richie Furay parece o Gabeira mesmo, não tinha notado!!! rsrsrs Abs

  5. E preste atenção de novo na música do Furay: o Neil Young, após fazer um breve solo, começa a cantar na hora errada!! (minutagem: aos 5’10” do clipe). O Furay corrige, aos 5’13″…

  6. Eita Neil Young distraído, sô!!!! rsrsrsrsrs Abs e tudo de bom!!!

  7. Tudo de bom, igualmente, mas preciso te repetir a pergunta que o Frank Zappa faz ao Terry Bozzio no album “Zappa in New York”:
    YOU ATE MY CHRISSY????????????

  8. No, I don’t ehehehehehe Abs

  9. No, you didn’t, that’s what you mean. AND NO TITTIES AT ALL… Para quem boiou, citei a música “Titties and Beer”, do citado disco do Zappa. Grande Tittio… OPS… Titio Frank, deixou muita saudade. Merecia uma matéria no MondoPop.

  10. Comentei há não muito tempo a reedição do Hot Hats por aqui. Mas em breve comentarei a reedição do We’re Only In It For The Money, que tal? Abs e tuuuuudo de bom!!!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑