Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: caixa cultural

Mauricio Einhorn comemora em Sampa 80 anos de carreira

mauricio einhorn 2-400x

Por Fabian Chacur

Com o show 80 Anos de Gaita, o gaitista e compositor carioca Mauricio Einhorn celebra oito décadas de uma carreira brilhante e repleta de pontos altos. Ele mostra em São Paulo esse novo espetáculo de sexta (13) a domingo (15), sempre às 19h15, com entrada gratuita, na Caixa Cultural São Paulo (Praça da Sé, nº 111- Centro- fone 0xx11-3321-4400). No sábado (14), também será exibido às 18h o documentário sobre sua trajetória musical, Estamos Aí, de 2013 e dirigido por Rodolfo Novaes.

Mauricio Einhorn e sua gaita terão a seu lado nos shows em São Paulo Alberto Chimelli (teclados), Luis Alberto (contrabaixo) e João Côrtez (bateria). O repertório, essencialmente de composições de sua autoria, será uma viagem por esses anos todos de estrada, com direito a clássicos do alto calibre de Estamos Aí, Já Era, Valsa Para Marina, Tema de Amor, Tristeza de Nós Dois e Conexão Leme, entre várias outras.

Descendente de poloneses, o músico carioca iniciou sua carreira ainda criança, e na década de 1940 já se apresentava em programas de rádio. A partir da década de 1950, firmou-se no setor dos shows em casas noturnas, além de iniciar a trajetória como compositor, sendo parceiro de gente do porte de Eumir Deodato, Johnny Alf, Durval Ferreira e Sebastião Tapajós. Ele tocou com Nina Simone, Sarah Vaughan, Herbie Mann e Toots Thielemans, entre outros astros internacionais.

O músico teve participação importante em movimentos musicais do Brasil como a Bossa Nova e a MPB, e viu suas composições gravadas por Tom Jobim, Leny Andrade, Paquito D’Rivera e Cannonball Adderley, além de gravar, como músico, com Chico Buarque, Gilberto Gil e Claudette Soares. Dono de um estilo próprio de tocar, Einhorn também manteve paralelamente uma carreira solo dedicada à música instrumental, e se tornou inspiração para diversos outros gaitistas.

Batida Diferente– Mauricio Einhorn:

Amelinha mostra nova fase e hits com três shows em SP

amelinha 2016-400x

Por Fabian Chacur

Após 12 anos longe do mercado fonográfico, Amelinha lançou em 2014 o CD Janelas do Brasil, seguido em 2015 por um DVD de mesmo nome gravado ao vivo no Teatro Fecap, em São Paulo. Ela volta à capital paulista para divulgar esses trabalhos com shows de sexta a domingo (26 a 28/8), sempre às 19h15, na Caixa Cultural (praça da Sé, nº 111-Centro- fone 0xx11-3321-4400), com ingressos gratuitos que podem ser retirados a partir das 9h do dia de cada show (um par por pessoa).

O repertório do espetáculo mescla grandes sucessos dos 40 anos de carreira da cantora cearense, entre os quais Frevo Mulher, Foi Deus Quem Fez Você, Mulher Nova Bonita e Carinhosa Faz o Homem Gemer Sem Sentir Dor e Romance da Lua Lua com as canções mais recentes Felicidade (Marcelo Jeneci e Chico Cesar) e O Silêncio (Zeca Baleiro). Ao seu lado, os violonistas Julinho Braw e Cesar Rebechi, que dão ao show uma aura acústica e bastante elegante e contagiante.

Amelinha iniciou sua carreira na década de 1970, e seu primeiro trabalho profissional foi em uma turnê com Toquinho e Vinícius de Moraes. Em 1976, lançou o primeiro LP, Flor da Terra, mas o sucesso veio mesmo em 1979 com a empolgante Frevo Mulher. A partir daí, a cantora emplacou vários hits, com voz potente e repertório repleto de canções bacanas, como Galos Noites e Quintais (Belchior) e tantas outras.

Frevo Mulher (ao vivo)- Amelinha:

Foi Deus Quem Fez Você (ao vivo)- Amelinha:

Galos, Noites e Quintais (ao vivo)- Amelinha:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑