Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: londrina

Corciolli fará shows em quatro cidades

Por Fabian Chacur

Corciolli, o maior nome da música new age no Brasil, fará nas próximas semanas shows em quatro cidades brasileiras. As performances integram a programação do evento Yamaha Playnow, espécie de exposição interativa de produtos da célebre marca japonesa na qual as pessoas podem interagir com os instrumentos musicais expostos, sem restrições e se valendo de fones de ouvido especiais.

Os shows do tecladista e compositor paulistano serão sempre realizados às 19h, sendo que os instrumentos musicais estarão disponíveis para o público durante o horário de funcionamento dos locais do evento, todos shopping centers. O primeiro espetáculo será em Brasília, no dia 10 de abril, no Shopping Pátio Brasil. Londrina será o palco da segunda apresentação do músico, no dia 24 de abril no Boulevard Shopping Londrina.

Salvador (8 de maio, no Salvador Norte Shopping) e Curitiba (22 de maio, no Shopping Palladium) serão as outras datas programadas para o Yamaha Playnow. Além de Corciolli nos teclados, as performances terão a participação do violinista Leonardo Padovani, que além de seu instrumento habitual também tocará o er-hu, espécie de violino chinês de duas cordas.

Nascido no dia 8 de janeiro de 1968 (mesmo dia e mês de David Bowie e Elvis Presley, vale lembrar), Corciolli iniciou sua carreira solo em 1993 com o álbum Tudo Que Nos Une (All That Bind Us), lançado por sua própria gravadora, a Azul Music. Graças a trabalhos como Unio Mystica (1995), entre outros, ele se consolidou como o mais consistente artista brasileiro na chamada new age music.

O segredo de Corciolli é o fato de ele ter captado o melhor do conceito da new age, misturando elementos musicais de várias origens e também seguindo as melhores lições do rock progressivo: boas melodias, arranjos elaborados e eterna abertura para experimentações. Seus mais de 30 álbuns venderam em torno de dois milhões de cópias no Brasil e foram lançadas em mais de 40 países, nos quais possui público cativo.

De quebra o artista brasileiro já teve músicas suas incluídas em compilações das quais também faziam parte nomes consagrados como Hans Zinner, Vangelis Sarah Brightman, Yanni, Placido Domingo, Luciano Pavarotti e Diana Krall. Corciolli também participou de trilhas de filmes e novelas, além de organizado coleções de CDs para a revista Caras.

Veja vídeos e ouça músicas de Corciolli:

Imagery funde progressivo e heavy rock

Por Fabian Chacur

Criado em Londrina (PR) em 2008, o grupo de rock Imagery estreia em disco com The Inner Journey, lançado pela via independente. Trata-se de um início digno de veterano, tal a consistência de seu trabalho.

A banda paranaense gravou esse álbum com Joceir Bertoni (guitarra e vocal), Ricardo Fanucchi (baixo) e Luciano Neves (bateria). Após ter concluído os trabalhos, Neves deu lugar a Bruno Pamplona, enquanto o tecladista Henrique Loureiro, que participou ativamente do CD, agora é integrante efetivo do time. Bela atitude, levando-se em conta sua performance no álbum.

O desempenho de Loureiro em The Inner Journey se mostrou fundamental e decisivo para que o Imagery conseguisse realizar o seu intuito, a mistura entre o rock progressivo e o heavy metal, ampliando horizontes musicais e investindo em nuances próprios se comparados com as bandas do chamado progressive metal (ou prog metal) tipo Dream Theater.

As influências na concepção musical do agora quarteto são amplas, e podem ser citados grupos como Emerson, Lake & Palmer, Rush, Metallica, Deep Purple, Dream Theater e Focus, além de elementos de jazz rock e até mesmo de música brasileira aqui e ali.

Cada música conta com passagens instrumentais elaboradas, constante variação de climas sonoros, eficientes diálogos entre teclados e guitarra e uma cozinha rítmica sempre atenta na hora das viradas, sem deixar a peteca ir ao chão.

The Inner Journey é um álbum extremamente sofisticado, sem cair no mero virtuosismo. Os músicos mostram técnica apurada, mas não exageram ao demonstrá-la, jogando para o time e dando espaços para os colegas brilharem.

As oito faixas incluídas no trabalho são bem trabalhadas, sendo as mais instigantes Perception, Start The War e Last, esta última com direito a um leve tempero folk. O vocal de Joceir, com timbre levemente semelhante ao de James Hetfield (Metallica) é outro ponto positivo.

The Inner Journey agradará em cheio aos fãs de um rock pesado, bem concatenado e concebido de forma ao mesmo tempo cerebral e visceral, algo não muito fácil de se realizar.

Site da banda: www.imageryprog.com.br

Veja o Imagery ao vivo tocando Last:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑