Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: paraná

Banda Marrakesh mostra seu primeiro álbum em São Paulo

marrakesh banda-400x

Por Fabian Chacur

Ao contrário do que alguns eternos apressadinhos adoram repetir mundo afora, o rock não só não morreu como continua por aí, firme e forte. Um bom exemplo brasileiro é a banda curitibana Marrakesh. Na ativa desde 2014, mostra um som melódico, ora etéreo, ora mais ardido, e com muita qualidade. Eles mostram seu primeiro álbum, Cold As Kitchen Floor, lançado pelo selo Balaclava Records, em show nesta terça (22) a partir das 19h no Void General Store SP (rua Martin Carrasco, nº 56- Pinheiros- fone 0xx11-3031-088), com entrada livre.

A atual formação do grupo de Curitiba (PR) traz Bruno Tubino Czarnobay (guitarra e vocal), Lucas Cavallin (guitarra e vocal), Matheus Castella (bateria), Nicholas Novak (baixo) e Thomas Volobodo Berti (synths e beats). Seu primeiro lançamento ocorreu em 2016, o EP Vassiliki, do qual se destaca a faixa Sheer Night. Eles também releram de forma surpreendente Canto de Ossanha, clássico de Baden Powell e Vinícius de Moraes e rara incursão deles por uma música em português.

Cold As Kitchen Floor traz 12 faixas e já está disponível nos serviços de streaming. A faixa Moonhealing está sendo divulgada por um clipe muito interessante dirigido por Fernando Moreira. Também estão na programação desta terça (22) da Void General Store SP o duo português Ermo e o DJ S4v4n4. A banda Marrakesh, que tocou em 2017 em Barcelona, Espanha, voltará a se apresentar em São Paulo neste sábado (26) no festival XXXBórnival, que será realizado na casa de shows Áudio.

Moonhealing (clipe)- Mahakesh:

Imagery funde progressivo e heavy rock

Por Fabian Chacur

Criado em Londrina (PR) em 2008, o grupo de rock Imagery estreia em disco com The Inner Journey, lançado pela via independente. Trata-se de um início digno de veterano, tal a consistência de seu trabalho.

A banda paranaense gravou esse álbum com Joceir Bertoni (guitarra e vocal), Ricardo Fanucchi (baixo) e Luciano Neves (bateria). Após ter concluído os trabalhos, Neves deu lugar a Bruno Pamplona, enquanto o tecladista Henrique Loureiro, que participou ativamente do CD, agora é integrante efetivo do time. Bela atitude, levando-se em conta sua performance no álbum.

O desempenho de Loureiro em The Inner Journey se mostrou fundamental e decisivo para que o Imagery conseguisse realizar o seu intuito, a mistura entre o rock progressivo e o heavy metal, ampliando horizontes musicais e investindo em nuances próprios se comparados com as bandas do chamado progressive metal (ou prog metal) tipo Dream Theater.

As influências na concepção musical do agora quarteto são amplas, e podem ser citados grupos como Emerson, Lake & Palmer, Rush, Metallica, Deep Purple, Dream Theater e Focus, além de elementos de jazz rock e até mesmo de música brasileira aqui e ali.

Cada música conta com passagens instrumentais elaboradas, constante variação de climas sonoros, eficientes diálogos entre teclados e guitarra e uma cozinha rítmica sempre atenta na hora das viradas, sem deixar a peteca ir ao chão.

The Inner Journey é um álbum extremamente sofisticado, sem cair no mero virtuosismo. Os músicos mostram técnica apurada, mas não exageram ao demonstrá-la, jogando para o time e dando espaços para os colegas brilharem.

As oito faixas incluídas no trabalho são bem trabalhadas, sendo as mais instigantes Perception, Start The War e Last, esta última com direito a um leve tempero folk. O vocal de Joceir, com timbre levemente semelhante ao de James Hetfield (Metallica) é outro ponto positivo.

The Inner Journey agradará em cheio aos fãs de um rock pesado, bem concatenado e concebido de forma ao mesmo tempo cerebral e visceral, algo não muito fácil de se realizar.

Site da banda: www.imageryprog.com.br

Veja o Imagery ao vivo tocando Last:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑