Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Fresno e Chitãozinho & Xororó, Badauí e Cláudia Leite…

Por Fabian Chacur

O Brasil é um país miscigenado por natureza. A mistura de coisas diferentes sempre fez a graça de nosso povo, de nossa economia e obviamente de nossa cultura. Nada contra, pois tal vocação já gerou o Tropicalismo, o rock brasileiro, a bossa nova e inúmeros outros gêneros inovadores, só para me ater ao tema que domino, a música. Mas tem horas em que a cordialidade do brazuca enche o saco.

O projeto Estúdio Coca-Cola Zero, por exemplo, gerou dois encontros que beiram o bizarro, tanto na concepção como no resultado final. Um está indo ao ar atualmente pela MTV, que combina a dupla Chitãozinho & Xororó com o grupo emo Fresno. O outro reuniu o cantor Badauí, do também emo CPM 22, com a ex-vocalista da banda axé Babado Novo, a loiríssima Cláudia Leitte. Como diria Jack The Ripper, vamos por partes ao âmago da questão.

Quando era moleque, vi surgir uma expressão para definir algo que não faz parte de nosso universo de preferências: “não é a minha praia”. Chitãozinho & Xororó são excepcionais na sua área, enquanto o Fresno, se não é minha banda favorita, tem o mérito de possuir muitos fãs na cena do emo rock. Juntos? Ficou muito esquisito. Pior é a bandinha mandando ver uma versão “turbinada” da balada brega Brincar de Ser Feliz, e ainda se orgulhando de gostar de sertanejo e pagode. Atitude rock and roll morreu, pelo visto. Forçaram a mão.

A parceria Badauí/Cláudia Leitte foi além do projeto, englobando o CD/DVD lançado pela cantora, Ao Vivo Em Copacabana. Juntos, mandam Bola de Sabão, que tenta fundir axé e rock. O fruto de tal “experiência” equivale a misturar água e óleo. Não dá liga, não rola, não arrepia, não nada. Constrange.

Aí, fica a pergunta: nesse mundo excessivamente politicamente correto que virou a música brasileira, será que ainda existe quem tenha coragem de dizer que “respeito, mas não é minha praia e não gravaria com esse artista”? Sei não…

[youtube]32T4mnOiryM&hl=en&fs=1[/youtube]

3 Comments

  1. Rídicula a crítica. Não é QUALQUER UM que toca com CH & X. E se a banda é ruim, porque ela tem tantos fãs? E aposto que nunca parou pra ouvir Fresno direito por um segundo pra ficar rotulando-a como emo.

  2. Questão de opinião, meu caro. Respeito a sua, respeite a minha. Ponto final.

  3. Idiota eu ouvi as duas versões e axei o máximo e desde quando cpm22 é Emo?

    e eu axo q questão preconceito fikou muito lá atrás naum é?

    Vc é realmente um idiota preconceituoso!
    Quando vê assim gostaria de tá fazendo o sucesso q eles fazem do jeito q eles fazem naum!
    Axu q isso é inveja!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑