Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: coletânea 2021

Elis- Essa Saudade… reúne hits e raridades da saudosa Pimentinha

elis regina capa album 400x

Por Fabian Chacur

Elis Regina nos deixou muito cedo, em 19 de janeiro de 1982, aos 36 anos, mas seu legado artístico sobrevive com a mesma relevância dos anos 1960 e 1970. A voz incrível da Pimentinha está presente em Elis- Essa Saudade…, coletânea que a Warner Music Brasil está lançando nas plataformas digitais e também em CD. Com seleção feita pelos jornalistas Danilo Casaletti e Renato Vieira, temos aqui 16 faixas lançadas pela artista quando ela integrou o elenco da Warner, entre 1979 e 1980. O legal é que o repertório oferece algumas raridades bem bacanas.

Pequeno Exilado, por exemplo, marca um dueto de Elis com o grande cantor, compositor e músico gaúcho Raul Ellwanger, lançado há 41 anos em um LP do artista e desde então fora de catálogo. A interpretação deles emociona, pois tem como pano de fundo a ditadura militar e também alguns lugares icônicos de Porto Alegre, cidade natal dos dois. O curioso é que a faixa foi gravada no mesmo dia que a versão original (e menos conhecida) de Alô Alô Marciano, lançada em um compacto simples e apenas agora disponível nas plataformas digitais.

No Céu da Vibração (de Gilberto Gil) e Velho Arvoredo são outras raridades contidas nesta compilação, que também traz versões ao vivo de sucessos marcantes como Madalena, Corsário, Upa Neguinho e Águas de Março e as gravações de estúdio de clássicos como Bolero de Satã (dueto com Cauby Peixoto) e O Bêbado e a Equilibrista e Me Deixas Louca, esta última a sua derradeira gravação, incluída em 1981 na trilha da novela global Brilhante.

Eis as faixas de Elis – Essa Saudade

1) O Bêbado e a Equilibrista
2) Cai Dentro
3) Águas de Março (Ao Vivo)
4) Essa Mulher
5) Bolero de Satã (Com Cauby Peixoto)
6) Upa Neguinho (Ao Vivo)
7) Altos e Baixos
8) As Aparências Enganam
9) Madalena (Ao Vivo)
10) Pequeno Exilado (com Raul Ellwanger)
11) Alô Alô Marciano (versão de compacto inédita nas plataformas digitais)
12) No Céu da Vibração
13) Corsário (Ao Vivo)
14) Velho Arvoredo
15) Me Deixas Louca
16) Aos Nossos Filhos

Pequeno Exilado– Elis Regina e Raul Wellwanger:

Sting lançará álbum reunindo duetos com grandes astros

sting-and-annie-lennox

Por Fabian Chacur

Desde o início de sua carreira-solo, em 1985, uma das marcas de Sting é a sua capacidade de trocar figurinhas com outros artistas. Como forma de focalizar essa característica significativa do trabalho individual do ex-integrante do The Police, a Universal Music lançará no dia 19 de março a coletânea Duets. O lançamento, que ocorrerá nas plataformas digitais e também em CD simples e LP duplo de vinil, compreende o período entre 1992 e 2020, com um total de 17 faixas que englobam nomes os mais diversos.

O repertório de Duets não traz nenhuma canção registrada originalmente pelo The Police, concentrando-se nas composições do astro britânico pós-grupo e em releituras de repertório alheio. A versatilidade de Sting fica bem nítida no estrelado elenco aqui reunido, com nomes tão distintos entre si como Annie Lennox (na foto com Sting), Julio Iglesias, Herbie Hancock, Craig David, Mary J Blige, Melody Gardot, Charles Aznavour e Zucchero.

As gravações, lançadas originalmente em trilhas de filmes, álbuns do próprio Sting e dos artistas em questão ou mesmo discos-tributo, vão desde It’s Probably Me, gravada ao lado de Eric Clapton em 1992, até duas registradas em 2020, com respectivamente a cantora americana Melody Gardot (Little Something) e o roqueiro italiano Zucchero (September).

Eis as faixas de Duets, de Sting:

It’s Probably Me– com Eric Clapton (1992)

Fragile– com Julio Iglesias (1994)

Desert Rose– com Cheb Mami (1999)

In The Wee Small Hours Of The Morning– com Chris Botty (1999)

Rise & Fall– com Craig David (2002)

Whenever I Say Your Name– com Mary J Blige (2003)

We’ll Be Together– com Annie Lennox (2004)

My Funny Valentine– com Herbie Hancock (2005)

None Of Us Are Free– com Sam Moore (2006)

L’Amour C’Est Comme Un Jour– com Charles Aznavour (2008)

Practical Arrangement– com Jo Lawry (2013)

Stolen Car– com Mylène Farmer (2015)

Don’t Make Me Wait– com Shaggy (2018)

Reste– com Gims (2019)

Mama– com Gashi (2020)

Little Something– com Melody Gardot (2020)

September– com Zucchero (2020)

We’ll Be Together– Sting e Annie Lennox:

© 2022 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑