Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: single 2022 (page 1 of 2)

Sex Beatles lançam duas músicas nas plataformas

sex beatles single 400x

Por Fabian Chacur

O grupo carioca Sex Beatles marcou a cena alternativa nos anos 1990, mesmo não tendo feito sucesso comercial. Após 27 longos anos, eis que duas novas músicas do quinteto chegam às plataformas digitais. Junto com elas, também estão sendo disponibilizados os dois álbuns lançados por eles, Automobilia (1994) e Mondo Passionale (1995). Isso, no entanto, não significa um retorno de fato do grupo.

Hoje morando em diferentes locais do Brasil e tocando outros projetos, Cris Braun (vocal), Ivan Mariz (guitarra), Alvin L (guitarra), Vicente Tardin (baixo) e Marcelo Martins (bateria) aproveitaram os atuais recursos dos home studios para gravarem de forma remota duas novas canções, o que acaba atraindo as atenções do público para ouvir os dois álbuns enfim disponibilizados de forma oficial no mundo digital.

As duas músicas são ótimas. Oui Je Regrette Tout, divulgada por um divertido clipe, tem letra em francês de colegial e traz o ritmo marcado por palmas e clima de anos 1960, com forte apelo dançante. Por sua vez, Dance Comigo (ouça aqui) é um rock um pouco mais ardido e com cara de glitter rock dos anos 1970, embora o apelo dançante também esteja ali.

Pela qualidade das novas faixas, fica a torcida para que os antigos parceiros se animem a ao menos gravar mais um álbum. Vale registrar que Cris Braun desenvolve uma ótima trajetória como artista solo (leia mais sobre ela aqui), enquanto Alvin L se tornou conhecido compondo sucessos para Capital Inicial, Marina Lima, Milton Nascimento e Ana Carolina.

Oui Je Regrette Tout (clipe)- Sex Beatles:

Victoria Dafner lança clipe para divulgar seu single Minha Cara

Victoria Dafner -400x

Por Fabian Chacur

Pop dançante, com atitude e consistente. Eis uma receita que parece fácil, mas que de fácil não tem rigorosamente nada. A jovem cantora e compositora paulistana Victoria Dafner surge de forma promissora nessa área com o single Minha Cara. Trata-se de uma canção de batida dance gostosa, melodia bem concatenada e letra descontraída, mas sem cair no banal. A faixa está sendo disponibilizada nas principais plataformas digitais nesta sexta (21), e já tem um clipe estiloso para divulgá-la.

Assinada pela própria Victoria, Minha Cara foi gravada no Studio Garage (SP) e conta com a produção de Renato Galozzi, que também se incumbiu das programações e guitarra. Com cenas registradas em São Paulo, o clipe se inspira no clima da icônica série televisiva Sex And The City, e conta com direção da própria artista em parceria com Mariana Campos.

Com apenas um ano de carreira, Victoria Dafner aponta como suas influências básicas artistas como Madonna, Cher, Marina Lima, Pitty, Angela Ro Ro e Rita Lee, investindo em uma sonoridade que traz elementos de pop, rock e MPB. “Meu objetivo como artista é fazer música voltada para a pista e diversão, porém pulsa forte em mim uma veia rock ‘n’ roll, aquele lance de atitude mesmo”, explica a cantora.

Minha Cara (videoclipe)- Victoria Dafner:

Joyce Moreno divulga Todo Mundo e lançará um álbum

Fotografia de Leo Aversa leo@leoaversa.com

Fotografia de Leo Aversa
[email protected]

Por Fabian Chacur

Ouvir Joyce Moreno é bom em qualquer época. Imagine então nos tempos bicudos que vivemos agora. Logo, é uma grande notícia a divulgação de que está previsto para agosto o lançamento, nos formatos CD físico e nas plataformas digitais, de um novo álbum dessa genial cantora, compositora e violonista. O título é Brasileiras Canções, e sairá via Biscoito Fino. O 1º single a ser divulgado, simplesmente divino, é uma composição só dela intitulada Todo Mundo.

Temos aqui uma canção com a marca registrada da faceta mais sacudida do trabalho de Joyce, com direito à sua voz cada vez mais boa de se ouvir, do seu violão swingado e acompanhada por três verdadeiros monstros em seus instrumentos. São eles o marido e parceiro de vida Tutty Moreno (bateria), Jorge Helder (baixo) e Hélio Alves (piano), este último dando uma aula de como encaixar o seu instrumento com classe e fluidez.

O repertório de Brasileiras Canções traz 12 músicas, selecionadas de um total de mais de 40 compostas pela artista carioca durante o ano de 2021. Todo Mundo é só dela, mas o álbum também traz parcerias com Cristóvão Bastos, Marcos Valle, Moacyr Luz e Tiago Torres da Silva. Em texto enviado à imprensa, Joyce define o espírito de seu novo álbum:

“A impossibilidade de seguirmos com a vida de sempre, os distanciamentos, as perdas de pessoas queridas, o mal espalhafatosamente assumindo o comando – tudo isso acabou desaguando para mim num momento onde a criação veio aliviar e salvar. Minha intenção foi criar um álbum que falasse da nossa condição humana, que tivesse lugar de fala e lugar de escuta, que trouxesse alguma delicadeza em tempos brutos”.

Todo Mundo (clipe)- Joyce Moreno:

Jack Harlow lança clipe com a participação especial de Anitta

jack harlow 400x

Por Fabian Chacur

Após uma participação destacada na edição 2022 do Lollapalooza Brasil, o rapper americano volta com força às paradas de sucesso com a pequena ajuda de uma brasileira. Seu novo single, First Class, com seu balanço classudo e envolvente, assumiu a ponta da parada de singles da Billboard nos EUA. O ótimo clipe traz a participação especial de ninguém menos do que Anitta, que dá um banho de beleza e sensualidade neste hit massivo.

First Class é uma das faixas do segundo e mais recente álbum deste artista oriundo de Louisville, Kentucky (EUA). Come Home The Kids Miss You, um dos álbuns líderes de vendas e streaming atualmente, traz as participações de nomes do porte de Pharrell Williams, Justin Timberlake e Lil Wayne, entre outros. Com 24 anos de idade, Jack Harlow se mostra um dos nomes mais promissores do pop atual, em termos comerciais.

First Class (clipe)- Jack Harlow c/ Anitta:

João Gordo é o novo motorista do famoso single Fuscão Preto

joao gordo e banda 2022-400x

Por Fabian Chacur

O Fuscão Preto está de volta. A célebre canção de autoria de Atilio Versutti e Jeca Mineiro que estourou nas paradas de sucesso nos anos 1980 na voz de Almir Rogério acaba de ser regravada por ninguém menos do que João Gordo. Trata-se de uma parceria/projeto dele com o produtor Val Santos, e que também conta com os músicos Guilherme Martin, Rogério Wecko e Pedro Tiepolo.

A gravação, já nas plataformas digitais e também com um clipe disponível, é a primeira amostra de Brutal Brega, álbum que será lançado pelo selo Wikimetal Music no segundo semestre e que trará releituras punk de hits dos repertórios de Reginaldo Rossi, Jane & Herondy e Sidney Magal, entre outros. Vale lembrar que Fuscão Preto já havia tido uma versão roqueira, mais precisamente no álbum de estreia do Magazine, em 1983.

Fuscão Preto (clipe)- João Gordo:

Pedro Bada lança Encontro e prepara o seu novo álbum

pedro bada encontro 400x

Por Fabian Chacur

Após ter sucesso na carreira publicitária, Pedro Bada resolveu mergulhar em um outro universo. Mais precisamente, o de cantor, compositor, músico e produtor autoral. Ele conseguiu ótima repercussão com o álbum Exile (veja o clipe da faixa-título aqui), que repercutiu bem em plataforma de streaming nos EUA e no Reino Unido.

Radicado nos EUA há alguns anos, onde teve de encarar os transtornos causados pela pandemia do novo coronavírus, Bada prepara-se para lançar um novo trabalho. A primeira amostra, o single Encontro, é definido por ele como uma homenagem ao estilo musical de Vinícius de Moraes, Tom Jobim e Elis Regina. Eis a entrevista que ele concedeu via e-mail a Mondo Pop.

MONDO POP- Encontro te apresenta em um contexto bem diferente de suas gravações anteriores, agora em estilo voz e orquestra. Como surgiu a ideia de gravar a canção dessa forma? Será a tônica de seu próximo álbum, ou esse trabalho trará outras vertentes sonoras também?
PEDRO BADA
– Vinha de uma leva de super arranjos e produções elaboradas. A transição para uma tônica mais minimalista foi um contraponto natural. O novo material vai para vários lugares musicalmente, incorporando o universo eletrônico que é parte importante da minha linguagem, mas dentro desse universo que foi apresentado em Encontro.

MONDO POP- O que te levou a abandonar a área publicitária para se dedicar à música autoral? E o que você preservou dessa experiência na publicidade para essa nova vertente de seu trabalho?
PEDRO BADA
– Faço música nos bastidores desde que nasci. Quando vi que já tinha construído uma história legal na propaganda, decidi que era hora de me dedicar ao que amo. A publicidade me abriu caminhos na produção visual, que hoje é parte integral do meu trabalho como músico, e minha experiência como empreendedor me abriu portas para trabalhar com empresas de tecnologia que desafiam o futuro de como a música é consumida e criada. NFTs foram parte importante do lançamento do Encontro e serão de todos os próximos.

MONDO POP- Exile teve boa repercussão no exterior. Faça um balanço de como você avalia esse trabalho, tanto em termos artísticos quanto em termos de divulgação no Brasil e em outros países.
PEDRO BADA
– Musicalmente, foi um exercício de experimentação pública. Não estava preocupado em me definir como artista ou me ater à uma identidade específica, coloquei tudo que me deu na telha fazer e fiz dessa salada, o conceito. Felizmente, muita gente fora do Brasil ouviu e se identificou e isso abriu portas importantes pra mim. Tive a chance de gravar no Abbey Road, em Londres, que foi uma experiência incrível, e colaborar com lendas vivas. Agora, tenho uma preocupação maior em buscar significado, fazer só o que vem do coração.

MONDO POP- Como você define o seu universo musical? Quais seriam as suas influências básicas, como compositor e como tecladista?
PEDRO BADA
– Esta semana fui de Chico Buarque à Thom Yorke, à Stevie Wonder à ARCA… Acho que é um universo grande demais para definir, mas é aí que mora o segredo.

MONDO POP- Como tem sido para você em termos musicais e pessoais esse período nos EUA, especialmente em meio a uma pandemia?
PEDRO BADA
– Fui obrigado a colocar um trabalho que estava praticamente pronto para ser lançado na geladeira quando a pandemia chegou, e fiquei trancado nos EUA, sem poder sair. Mudei pra uma cabine em Truckee, no Norte da Califórnia, e fiquei lá por um ano, morando na beira do rio, fazendo arte e esporte. O processo me inspirou, me fez crescer e me trouxe à minha casa que é Los Angeles.

MONDO POP- Você tem planos de fazer shows para divulgar a sua música? Em que formato?
PEDRO BADA
– Estamos elaborando 2 formatos, um mais simples e outro em que saio acompanhado de um coletivo muito especial.Se tudo der certo, até o final do ano levaremos o show pro Brasil.

Encontro (vídeo)- Pedro Bada:

Dia Eterno lança o single Navio Negreiro; novo álbum vem aí

dia eterno banda 400x

Por Fabian Chacur

A participação do Brasil na proliferação da escravidão dos negros em termos mundiais foi avassaladora. Os efeitos dessa prática nefasta continuam nos afligindo, em pleno século XXI. Usando como tema as simbólicas embarcações que traziam para cá aqueles seres humanos arrancados à força de suas pátrias de origem, o grupo Dia Eterno lança em versão ao vivo a canção Navio Negreiro, que toca nesse tema de forma contundente e sem meias palavras. Desde já, um clássico do rock Brasil neste tumultuado 2022.

Com uma levada envolvente e marcial, Navio Negreiro nos apresenta uma banda coesa e vibrante. Criada em São Paulo em 2013, traz Roberto Troccoli (vocal e guitarra), Ivan Malta (guitarra e teclados), Rafael Espia (baixo) e Dan Galeano (bateria), que tem como inspiração o pós-punk dos anos 1980, especialmente o feito no Brasil, sempre buscando criar letras consistentes.

A nova faixa deverá fazer parte de seu 4º álbum, que está em fase de realização neste exato momento. Até agora, eles lançaram A Estação (2014), A Era da Desinformação (2017) e Éramos Tão Jovens (2020). Além do ótimo entendimento entre os quatro músicos, vale também destacar o vocal apaixonado e de tom grave de Troccoli.

Veja a letra de Navio Negreiro:

Todas as crenças e religiões
O racismo velado de todas nações
Vem chegando mais um
Navio negreiro

O vento na proa traz novas direções
Um jogo de interesses em um mar de ilusões
Vem chegando mais um
Navio negreiro

O solo africano coberto de dor
E em quinhentos anos pouca coisa mudou
Vem chegando mais um
Navio negreiro

Mas hoje não serei teu escravo
E nem serás meu senhor

Navio Negreiro (ao vivo)- Dia Eterno:

The Waterboys divulgam single psicodélico Here We Go Again

the waterboys 2022-400x

Por Fabian Chacur

Uma das bandas mais marcantes do rock alternativo dos anos 1980, The Waterboys andam em uma fase bem produtiva. Após lançar o elogiado álbum Good Luck Seeker (2020), o time liderado pelo cantor, compositor e músico britânico Mike Scott anuncia para o dia 6 de maio um novo álbum, All Souls Hills, que sairá pelo selo Cooking Vinyl. Para atiçar o ouvido dos fãs, acaba de sair o delicioso e hipnótico single Here We Go Again, divulgado por um clipe psicodélico no qual Scott lembra vagamente o saudoso Paul Kantner, do Jefferson Airplane.

Em texto enviado à imprensa, Mike Scott fala sobre seu novo single: “É a ideia de que estamos vivendo um Dia da Marmota comunal. Estamos todos olhando para as manchetes, mas ninguém parece aprender as lições. Como cultura, continuamos cometendo os mesmos erros. É um olhar irônico sobre os humanos não serem tão inteligentes. E, ainda assim, eu me divirto sendo um.”

Com uma sonoridade que mistura rock, folk, country e psicodelia com muita habilidade, e ecos dos trabalhos de John Lennon, Bob Dylan e outros desse mesmo gabarito, The Waterboys marcaram o rock oitentista com álbuns do naipe de This Is The Sea (1985) e Fisherman’s Blues (1988). Entre suas músicas mais icônicas, vale lembrar de The Whole Of The Moon (ouça aqui), Medicine Bow (ouça aqui) e Fisherman’s Blues (ouça aqui)

Here We Go Again(clipe)- The Waterboys:

Swedish House Mafia lança single Red Light em parceria com Sting

swedish house mafia clipe 400x

Por Fabian Chacur

Em seus quase 50 anos de carreira, Sting tem como uma de suas marcas estar sempre aberto a novas parcerias. Ele já foi da bossa nova ao jazz, passando por reggae, r&b, pop e outros estilos nessas suas gravações com outros artistas. Desta vez, o cantor, compositor e músico britânico se une ao Swedish House Mafia, supergrupo sueco de EDM (electronic dance music). A parceria gerou o single Red Light, já disponível nas plataformas digitais, prévia do álbum de inéditas do grupo, Paradise Again, programado para sair no dia 15 de abril via Universal Music.

A música resultante dessa reunião de artistas bem distintos soa curiosa, quase como tentativa de misturar água e óleo, mas ainda assim interessante. Os DJs Axwell, Steve Angello e Sebastian Ingrosso incluem um trecho da canção Roxanne, de 1978 e 1º grande hit do The Police, mais especificamente aquela parte em que Sting canta “You don’t have to put on the red light those days are over”, em meio a uma batida pesada, quase marcial, de house music.

O clipe feito para divulgar esse provável novo hit do trio nórdico mescla cenas sombrias, como se flagradas em uma espécie de discoteca do fim do mundo, com alguns registros visuais de Sting feitos no mesmo clima. No geral, o resultado agrada. Na estrada desde 2008, o Swedish House Mafia marcou forte presença na cena da EDM mundial e se separou em 2013, mas voltou à ativa a partir de 2018, e agora vem com um álbum que traz colaborações com craques da cena pop atual como The Weeknd e Ty Dolla $ygn.

Red Light (clipe)- Swedish House Mafia + Sting:

2Strange, duo radicado em São Paulo, lança um single com clipe

2strange duo 400x

Por Fabian Chacur

2Strange é um duo integrado pelos irmãos Dani Boy e Bobby Banks. Sua veia é totalmente cosmopolita e internacional, o que se comprova pelo fato de eles já terem morado em Boston (EUA), Londres (Inglaterra), Viena (Áustria), Roma (Itália) e Tóquio (Japão). Agora radicados em São Paulo, eles acabam de lançar um novo single, divulgado através de um clipe com cenas registradas no centro de Sampa City. A música, uma fusão de trap, r&b e hip hop, conta com as participações da cantora Yas e do cantor Denov, e tem como título Dinheiro.

A nova gravação tem como objetivo firmar ainda mais o duo na cena pop. Os irmãos falam de forma fluente português, inglês, italiano e espanhol. Em seu currículo, contam com parcerias com artistas do calibre do DJ Alok (na faixa Baiana) e Papatinho e Lourena (em Esse Olhar), sendo que esta última faz parte da trilha sonora da novela global Quanto Mais Vida Melhor.

Dinheiro (clipe)- 2Strange + Yaz+ Denov:

Older posts

© 2022 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑