Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: nação zumbi

Sai a primeira amostra da bela parceria Ney+Nação Zumbi

ney e jorge du peixe-400x

Por Fabian Chacur

Desde que foi anunciada, a parceria entre Ney Matogrosso e Nação Zumbi se tornou uma das mais esperadas no cenário musical brasileiro de 2017. E não é para menos. Estarão juntos o vocalista do mais bem-sucedido grupo de rock do Brasil dos anos 1970, os Secos & Molhados, com a banda que chacoalhou o limoeiro nos anos 1990, a Nação. E acaba de ser divulgado o primeiro registro dessa bela dobradinha desde já histórica, Amor, que você pode ouvir e conferir aqui.

A gravação de Ney com a Nação foi realizada no Red Bull Studio São Paulo, durante ensaios que os caras fazem para o show. O resultado captou uma bela amostra do quão explosiva promete ser essa combinação, cujos termos foram explicados pelo baterista Puppilo, da Nação, para o site da Red Bull: “A gente propôs mexer com os dois discos do Secos e Molhados e o Ney falou que quer as músicas mais porrada da Nação. Então foi bacana porque houve uma troca de desejos”.

Puppilo se refere aos dois primeiros álbuns de estúdio dos Secos & Molhados, autointitulados e lançados respectivamente em 1973 e 1974. Por sua vez, Ney afirmou ao mesmo site que fazer algo com a Nação Zumbi era um desejo antigo, e que o projeto também vai englobar o que ele definiu como as faixas mais explosivas do grupo pernambucano.

Ney Matogrosso e Nação Zumbi estarão juntos no palco Sunset do Rock in Rio no dia 22 de setembro, em apresentação concebida especialmente para o evento. Tomara que isso seja registrado e lançado nos formatos físicos e digitais, pois já soa histórico mesmo antes de sua concretização.

Prévia sobre o show Ney Matogrosso + Nação Zumbi:

Nação Zumbi faz show grátis durante evento em São Paulo

nacao-zumbi-2016-400x

Por Fabian Chacur

O evento Música e Transformação, promovido pelo movimento Trip Transformadores, terá a sua terceira edição realizada em São Paulo neste sábado (3/12) a partir das 14h na Esplanada do Parque Villa-Lobos (avenida Professor Fonseca Rodrigues, nº1.025- Pinheiros-S.P.- fone 0xx11-2683-6302). A cereja desse bolo será um show da mítica banda pernambucana Nação Zumbi. E o melhor: a entrada é gratuita.

A celebração começa às 14h com a abertura de uma exposição digital com mais de dez obras do artista plástico brasileiro Candido Portinari, que poderá ser visitada durante toda a duração do evento. Logo a seguir, às 15h, teremos um encontro, com direito a speech (discurso, em tradução livre), com o mestre budista tibetano e escritor Lama Michel Rinpoche. A Nação Zumbi finaliza os trabalhos a partir das 16h.

Com mais de 20 anos de estrada, a Nação Zumbi é uma das mais importantes bandas da geração anos 1990 do rock brasileiro, porta-vozes do movimento Mangue Beat, em Pernambuco. Atualmente, sua formação traz Jorge Du Peixe (voz), Lúcio Maia (guitarra), Dengue (baixo), Pupillo (bateria), Toca Ogan (percussão) e Da Lua e Tom Rocha (alfaias). No repertório, clássicos como Blunt Of Judah, Manguetown, A Cidade e Meu Maracatu Pesa Uma Tonelada, além de faixas de seu mais recente álbum, autointitulado e lançado em 2014.

O movimento Trip Transformadores, criado pela editora Trip, criou o prêmio Trip Transformadores, que chega à sua 10ª edição destacando o trabalho de onze personalidades cujos projetos e trajetórias se destacaram como referências para a sociedade.

São eles: o fotógrafo German Lorca, a atriz Taís Araújo, a artista visual Berna Reale, o ativista Hans DieterTemp, a cineasta Estela Renner, o atleta e ex-modelo Fernando Fernandes, a médica e pesquisadora que descobriu a ligação entre o zika vírus e a microcefalia Adriana Melo, os conselheiros da Vox Capital, empresa especializada em investimentos de impacto social, Daniel Izzo e Antonio Moraes Neto, o escritor Luiz Alberto Mendes e a auditora que luta contra o trabalho escravo no Brasil Marinalva Dantas.

Blunt Of Judah– Cidade Negra:

Nação Zumbi faz show em SP para celebrar Afrociberdelia

nacao zumbi foto tom cabral-400x

Por Fabian Chacur

Afrociberdelia faz parte da lista dos melhores e mais importantes álbuns da história do rock brasileiro. Com este trabalho, Chico Science & Nação Zumbi se firmaram no cenário rocker tupiniquim. Para celebrar os 20 anos desse lançamento, a Nação Zumbi tocará nesta sexta (12) em São Paulo na Áudio (avenida Francisco Matarazzo, nº 694- Água Branca- fone 0xx11-3862-8279), com ingressos a R$ 60,00. O show terá a abertura do cantor e compositor Siba e discotecagem do DJ Dolores.

Segundo CD dos músicos pernambucanos, Afrociberdelia consolidou a original fusão de rock, música eletrônica, maracatu e outros elementos musicais brasileiros feita pelo grupo. Emplacou hits como Maracatu Atômico (cover de Jorge Mautner), Manguetown e Macô (com participação de Gilberto Gil) e conquistou belos espaços para eles na MTV e no resto da mídia. Pena que Chico morreria em um acidente de carro em fevereiro de 1997. A banda, no entanto, seguiu adiante.

Integrada por Jorge Du Peixe (vocal), Lucio Maia (guitarra), Dengue (baixo), Pupilo (bateria), Toca Ogan (percussão) e Da Lua e Tom Rocha (alfaias), a Nação Zumbi soube superar a perda de seu líder e se manteve no primeiro escalão do nosso rock. Na Áudio, ele tocarão não só os hits de Afrociberdelia mas também outras faixas do álbum não tão conhecidas, mas tão boas quanto, entre as quais Samba do Lado e O Encontro de Isaac Asimov Com Santos Dumont no Céu.

Macô– Chico Science & Nação Zumbi:

Maracatu Atômico– Chico Science & Nação Zumbi:

Manguetown– Chico Science & Nação Zumbi:

Novo espaço de shows terá o show da Nação Zumbi em SP

nacao zumbi divulgacao vitor salerno-400x

Por Fabian Chacur

Caberá à Nação Zumbi a tarefa de inaugurar um novo espaço para shows em São Paulo. O grupo pernambucano vai realizar no dia 7 de novembro (sexta-feira) às 23h o primeiro espetáculo do Studio Verona (rua Voluntários da Pátria, 498- Santana). Os ingressos custam R$ 60 mais um quilo de alimento, e podem ser adquiridos em www.ingressorapido.com.br (fone 4003-1212).

Com capacidade inicial para 1.764 pessoas, número que será ampliado em breve para cerca de 4 mil pessoas, o Studio Verona integra um complexo de entretenimento do qual também farão parte a Arena Verona, concebida para receber festivais e grandes eventos, e o Cenarium Gastronômico, um food park com 30 vagas para barracas e food trucks de comidinhas diversas.

O Studio Verona promete abrigar até o fim deste ano em torno de 60 atrações, entre elas os já confirmados Marcelo Jeneci, Tulipa Ruiz e Digitaria. Conheça um pouco mais a respeito desse ambicioso projeto comercial e cultural, situado na zona norte de São Paulo e próximo da Marginal Tietê, em seu site www.arenaverona.com.br .

A Nação Zumbi aproveita a deixa para mostrar, neste show, músicas de seu novo álbum, autointitulado e lançado este ano, entre elas Cicatriz, Bala Perdida e Defeito Perfeito, além de clássicos de seu repertório construído em mais de 20 anos de estrada, entre os quais A Cidade, Manguetown, Blunt Of Judah e Maracatu Atômico, entre muitos outros.

Ouça em streaming o novo CD da Nação Zumbi:

Baixe de graça faixa do novo CD da banda Nação Zumbi

Por Fabian Chacur

Está disponível para download gratuito e legal desde terça-feira (3) uma nova música da Nação Zumbi. Trata-se de Um Sonho, faixa do mais recente álbum do seminal grupo pernambucano, Nação Zumbi, lançado pelo selo Slap (da gravadora Som Livre) e com patrocínio do Programa Natura Musical. Você pode baixar de graça essa faixa aqui .

Um Sonho é definida pelo vocalista da Nação Zumbi, Jorge du Peixe (também autor da letra da canção, cuja melodia leva a assinatura de seus colegas de grupo Dengue, Lúcio Maia e Pupillo) como “uma balada certeira que nos leva a um passeio onírico pelo labirinto sonoro da Nação Zumbi”. A faixa conta com participações especiais dos músicos Altair Martins (flugelhorn), Berna Cepas e Kassin (sintetizadores).

Nação Zumbi, o CD, marca o retorno da banda pioneira do mangue beat a um repertório de inéditas após sete anos do lançamento do trabalho anterior nesses moldes, Fome de Tudo (2007). Com produção a cargo de Kassin e Berna Cepas, o álbum mostra o grupo formado por Jorge du Peixe (vocal), Lúcio Maia (guitarra e violão), Dengue (baixo), Pupillo (bateria), Gilmar Bola Oito (percussão) e Toca Ogan (percussão) em plena forma, explorando novas sonoridades e consolidando outras.

O álbum foi selecionado para patrocínio no edital 2013 do Programa Natura Musical, projeto fomentado desde 2005 pela fábrica de cosméticos e produtos de higiene e beleza Natura (que está na ativa desde 1969). O badalado programa já patrocinou mais de 220 projetos oriundos de 18 estados das cinco regiões brasileiras, e é atualmente um dos mais efetivos na concretização de obras da cultura nacional no setor musical.

Ouça a música Cicatriz, do álbum Nação Zumbi (2014):

Zulumbi lança 1º CD com shows em SP

Por Fabian Chacur

Lúcio Maia é inquieto por natureza. Como se a Nação Zumbi não lhe tomasse bastante tempo, ele ainda encontra espaço para se dedicar a diversos outros projetos, como o ótimo Maquinado. Agora, ele nos mostra o grupo Zulumbi, criado em parceria com o MC Rodrigo Brandão (o Gorila Urbano) e o DJ PG (do grupo de rap Elo da Corrente). A banda fará três shows em São Paulo para lançar seu 1º álbum.

A primeira apresentação será via internet pelo seminal site Showlivre.com, com transmissão a partir das 16h desta quinta-feira (10). Nesta sexta-feira (11), às 21h30, o grupo estará na Choperia do Sesc Pompeia (rua Clélia, 93- Pompéia- fone 0xx11 3871-7700), e no dia 25 de abril (sexta), às 21h, no Sesc Santo Amaro (rua Amador Bueno, 505- Santo Amaro- fone 0xx11-5541-4000), ambos com ingressos de R$ 3,20 a R$ 16,00.

Ao vivo, o Zulumbi conta com o apoio de Marcos Gerez (baixo), Munhoz (microfone) e Mestre Nico Percussão). Em seu disco de estreia, teve as participações especiais de Anelis Assunpção e dos jazzistas americanos Rob Mazurek e Jason Adasiewicz, entre outros, e investe em uma sonoridade swingada e repleta de nuances, com destaque para faixas como Babe Vou Bombar e Wah Wah. Rap e mangue beat obviamente aparecem na mistura.

Wah Wah, com o Zulumbi, ao vivo na TV Cultura:

Baixe grátis música nova da Nação Zumbi

Por Fabian Chacur

Cicatriz, música nova da Nação Zumbi, pode ser baixada gratuitamente a partir desta terça-feira (25). A música é a primeira a ser divulgada do novo álbum de inéditas da banda pernambucana, Nação Zumbi, que será lançado pelo selo SLAP (da gravadora global Som Livre) com patrocínio do projeto Natura Musical. O álbum está previsto para chegar ao mercado no mês de abril.

A nova música da banda mais importante do movimento mangue beat, que não lança um trabalho de inéditas desde Fome de Tudo, de 2007, mostra a sua habitual habilidade em misturar sonoridades psicodélicas, rock e a música nordestina, servindo como uma amostra promissora e deixando seus inúmeros fãs com os ouvidos coçando para poder encarar a experiência completa, ou seja, ouvir o novo trabalho em sua íntegra.

A Nação Zumbi surgiu no início dos anos 90, e tinha em sua fase inicial a liderança de Chico Science, com quem gravou seus dois emblemáticos álbuns Da Lama Ao Caos (2004) e Afrociberdelia (2006), este último com direito a parceria com Gilberto Gil em Macô e brilhante releitura de Maracatu Atômico, de Jorge Mautner e Nelson Jacobina.

Quando vivia o auge de sua trajetória, perdeu em 1997 Chico Science, morto em um acidente de carro. Mesmo atordoada com a perda do seu cantor, o grupo juntou os cacos e seguiu em frente, consolidando sua sonoridade densa e ao mesmo tempo dançante e reflexiva, lançando novos trabalhos e fazendo shows pelo Brasil e o mundo, tornando-se o representante máximo do mangue beat e um dos grandes grupos do rock brasileiro de todos os tempos.

Ouça e baixe gratuitamente Cicatrizes, novo single da Nação Zumbi, aqui.

Ben Jor e Los Sebosos Postizos juntos em SP

Por Fabian Chacur

Um encontro histórico irá ocorrer em breve em São Paulo, do gênero “criador dá seu aval à criatura”. De 23 a 26 de janeiro (quinta a domingo) na Choperia do Sesc Pompeia (rua Clélia, 93- 0xx11-3871-7700- www.sesc.org.br), o grupo Los Sebosos Postizos abrirá shows do artista cujo repertório eles releem com muita categoria, ninguém menos do que Jorge Ben Jor. Os ingressos custam de R$ 10 a R$ 50, e devem ser procurados já, pois devem se esgotar rapidinho.

Para quem ainda não sabe, Los Sebosos Postizos é na verdade uma identidade alternativa da Nação Zumbi, na qual Jorge Du Peixe (vocal), Lucio Maia (guitarra), Dengue (baixo) e Pupilo (bateria e percussão) mergulham de cabeça no repertório de Jorge Ben Jor, alternando canções mais conhecidas como Os Alquimistas Estão Chegando e O Homem da Gravada Florida a pérolas escondidas como Cinco Minutos, A Jovem Samba, Descalço no Parque e A Tamba.

Neste show, Los Sebosos Postizos contam com o reforço do tecladista Chiquinho Corazón, do grupo Monbojó, e do percussionista Da Lua, também da Nação Zumbi. Vale lembrar que este badalado projeto paralelo da Nação Zumbi, surgido nos anos 90, tem em seu currículo um álbum lançado em 2012 pela gravadora Deck, o elogiado Los Sebosos Postizos Interpretam Jorge Ben Jor.

Jorge Ben Jor dispensa apresentações. Desde a primeira metade dos anos 60, esbanja seu swing inimitável, canções sacudidas e uma mistura musical repleta de samba, bossa nova, soul, funk, rock, reggae e o que mais pintar. A seu lado, a célebre Banda do Zé Pretinho, que hoje conta com Dadi Carvalho (baixo, ex-A Cor do Som), Luquinhas (bateria), Lory (piano), Neném do Cavaco (percussão), Jean Arnout (sax) e Marlon (trompete). Dá para esperar uma jam session entre as duas bandas, o que tornariam os shows ainda mais impactantes.

Ouça Os Alquimistas Estão Chegando, com Los Sebosos Postizos:

Natura Musical divulga novos patrocínios

Por Fabian Chacur

Parece um vestibular de medicina ou outra dessas áreas concorridas no cenário educacional. Em 2013, 3.493 projetos foram inscritos em quatro editais, um nacional e outros regionais em Minas Gerais, Bahia e Pará. Após oito meses, o processo chegou ao fim esta semana, quando o Natura Musical divulgou, em evento realizado nesta terça-feira (26) em São Paulo, os 23 selecionados.

Esses programa de valorização da música brasileira criado pela empresa de cosméticos e produtos de higiene e beleza Natura permitirá a concretização durante 2014 de turnês, lançamento de DVDs, CDs e discos de vinil, projetos educacionais, livros e a preservação de acervos musicais. Os selecionados vão desde revelações das novas gerações, passam por astros consagrados e também enveredam por grandes nomes menos badalados do que deveriam.

Entre os artistas mais conhecidos, terão projetos patrocinados pelo Natura Musical em 2014 Elba Ramalho, Fernanda Takai, a banda Nação Zumbi e Gerônimo. Entre as revelações, destacam-se o grupo paulistano 5 a Seco, a banda instrumental mineira Dibigode e o cantor, compositor e músico paraense Felipe Cordeiro (foto). A parte de documentação tem como destaque um livro retrospectivo sobre o mítico e extinto teatro Lira Paulistana (SP) e o Acervo Batatinha, do seminal sambista baiano.

Desde o seu início, em 2005, o Natura Musical apoiou mais de 220 projetos. Em torno de R$ 76.5 milhões foram investidos nesses oito anos de atuação, sendo que 45% desse valor foi obtido com recursos incentivados por leis federais e estaduais e 55% com recursos próprios. Concorreram a esse apoio mais de 12 mil projetos, prova de que iniciativas como a da Natura ajudam a preencher o espaço deixado pelas inúmeras gravadoras, editoras e produtoras que fecharam as portas na última década.

Saiba tudo sobre os projetos que serão patrocinados pelo Natura Musical em 2014 em www.naturamusical.com.br

Ouça Ela é Tarja Preta, com Felipe Cordeiro:

Nação Zumbi e Mundo Livre S/A gravam CD

Por Fabian Chacur

Duas das bandas mais importantes da vertente roqueira brasileira denominada mangue beat estão preparando um álbum em parceria. São elas a Nação Zumbi e a Mundo Livre S/A. Os dois grupos se encontram atualmente em estúdio, e o CD deve chegar às lojas ainda no primeiro semestre, pela gravadora DeckDisc.

O esquema será similar ao que o mesmo selo realizou com o Ultraje a Rigor e os Raimundos. Cada grupo tocará sete músicas do repertório da companheira de disco. A Nação Zumbi investirá em Livre Iniciativa e Bolo de Ameixa (entre outras), dos colegas, enquanto a Mundo Livre S/A relerá do seu jeito faixas como Meu Maracatu Pesa Uma Tonelada e Manguetown.

Liderada inicialmente pelo saudoso Chico Science, a Nação Zumbi entrou para a história do rock nacional a partir dos anos 90 graças a álbuns como Da Lama Ao Caos e Afrociberdelia, enquanto a Mundo Livre S/A, liderada por Fred Zero 4, emplacou na mesma época trabalhos importantes, entre os quais Samba Esquema Noise e Guentando a Ôia.

Os dois grupos iniciaram em 2005 um projeto conjunto intitulado Projeto Orquestra Manguefônica, que obteve ótima repercussão e gerou vários shows. A mistura feita por eles de rock, psicodelismo, soul, funk e muita música brasileira abriu novos e criativos horizontes para o rock brasileiro, ampliados até hoje por eles.

Ouça Manguetown, com Chico Science & Nação Zumbi:

© 2019 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑