Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Tag: 21 (page 1 of 2)

Adele é bicampeã de vendas nos EUA com 21

Por Fabian Chacur

Adele inclui mais um ítem importante em sua extensa relação de conquistas. Seu álbum 21 foi o mais vendido no competitivo mercado americano pelo segundo ano consecutivo, segundo dados divulgados pela revista americana Billboard, a bíblia do lado business da música mundial.

O álbum, que inclui hits massivos como Rolling In The Deep, Rumour Has It, Someone Like You e Set Fire To The Rain, vendeu em 2012 nos EUA 4,41 milhões de cópias. Em 2011, o mesmo trabalho teve comercializadas por lá 5.82 milhões de cópias.

A cantora e compositora britânica é a primeira a conseguir ter o mesmo álbum como o mais vendido na terra de Barack Obama por dois anos consecutivos desde que o sistema Nielsen Soundscan começou a medir as vendagens de discos por lá, a partir do ano de 1991.

O segundo posto ficou nas mãos da estrelinha country americana Taylor Swift, cujo Red vendeu durante o ano 3.11 milhões de cópias. A moça vem se mantendo de forma consistente entre os quatro mais vendidos do ano desde 2009.

A boy band britânica One Direction também tem muito o que comemorar, pois emplacou seus dois primeiros álbuns entre os cinco mais vendidos no mercado ianque em 2012, outra façanha inédita durante a Soundscan Era, a partir de 1991.

Up All Night, álbum de estreia do grupo que surgiu em um reality show britânico, ficou no terceiro lugar, com 1.62 milhão de cópias comercializadas, enquanto seu segundo lançamento, Take Me Home, cravou o quinto posto, vendendo em torno de 1.34 milhão.

O ótimo CD Babel, do grupo britânico Mumford & Sons, atingiu o quarto posto, com 1.46 milhão de cópias, e se tornou o único ítem gravado por uma banda de rock a entrar no top 10 americano dos mais vendidos durante 2012, dominado pelo country e pelo pop.

O badalado astro pop canadense Justin Bieber mostrou fôlego ao abocanhar o sexto posto com Believe, com praticamente a mesma marca de Take Me Home, do One Direction. Carrie Underwood, vencedora de uma das edições do American Idol, atingiu o sétimo lugar com Blown Away, que vendeu 1.20 milhão de cópias.

O jovem Luke Bryan viu 1.10 milhão de cópias de seu Tailgates & Tanlines serem vendidas em 2012, enquanto o veterano Lionel Richie viveu o melhor momento de sua carreira desde a década de 80 com o álbum de releituras de pegada country Tuskegee, com 1.07 milhão de exemplares comercializados. Jason Aldean fechou o top 10 com seu Night Train vendendo 1.02 milhão de cópias.

Os fãs dos discos de vinil adquiriram 34 mil exemplares do primeiro álbum solo de Jack White (ex-White Stripes), Blunderbuss, que foi o mais vendido nesse formato nos EUA, seguido por Abbey Road, dos Beatles, com 30 mil cópias comercializadas. Vale lembrar que o álbum dos Fab Four vendeu 41 mil cópias em 2011, tendo sido o disco de vinil mais vendido nos EUA naquele ano. Os clássicos do rock nunca perdem seu apelo comercial.

Ouça Skyfall, tema do filme homônimo, com Adele:

Adele enfim sai do Top 10 nos EUA

Por Fabian Chacur

O álbum 21, da cantora Adele, enfim saiu do Top 10 da parada americana, após permanecer nele durante 78 semanas consecutivas, desde seu lançamento naquele país, ocorrido no início de 2011.

Nesta semana, o CD ocupa a posição de número 12 nas listas dos mais vendidos, com vendas em torno de 24 mil cópias comercializadas. O excelente desempenho do disco igualou as performances de Hysteria (1987), do Def Leppard, e Thriller (1982), de Michael Jackson, no mesmo quesito.

21 perde apenas para dois álbuns em termos de permanência consecutiva no Top 10 na terra de Barack Obama a partir de 1962: Born In The USA (1984), de Bruce Springsteen, e a trilha do musical The Sound Of Music (1965, A Noviça Rebelde por aqui).

Os analistas da Billboard americana ainda acreditam que o segundo álbum da cantora e compositora britânica possa voltar brevemente ao Top 10 no início de setembro, mas que, a partir daí, deixe de frequentar de vez a região nobre dos charts.

Em termos mundiais, 21 vendeu até hoje em torno de 22 milhões de cópias, sendo um daqueles êxitos históricos em termos de vendas, além de elogiável combinação de sucesso artístico e comercial, algo não tão comum.

Veja Rumour Has It, ao vivo em 2011, com Adele:

Coletânea deverá liderar parada dos EUA

Por Fabian Chacur

Para aqueles que acreditam na máxima “unidos venceremos”, uma notícia alentadora. Segundo previsões do site da revista americana Billboard, a próxima semana terá na liderança da parada de álbuns dos EUA uma união de singles de sucesso.

Trata-se de Now That’s What I Call Music 43, novo volume da franquia de coletâneas surgida na Inglaterra há mais de 20 anos. Trata-se daquele tipo de compilação que reúne os mais recentes singles que dominam as paradas de sucesso, na linha do que a Som Livre costuma fazer por aqui desde os anos 70.

O volume 43 da série em sua versão americana (que inclui singles como Part Of Me, de Katy Perry) deverá vender entre 110 e 120 mil cópias, marca que lhe garantirá com folgas o topo dos charts da terra de Barack Obama. Será o 16º ítem da franquia a conseguir esse feito, sendo que o anterior foi o número 37, que esteve no número 1 nos EUA em fevereiro de 2011.

Curiosamente, o público americano nunca foi de adquirir em massa coletaneas desse tipo, dando preferência a álbuns de carreira, trilhas de filme ou compilações de um único artista. O primeiro álbum Now a liderar os charts ianques foi o de número 4, em 2000, quando a série já dominava há muito as paradas britânicas.

Nesta semana, quem está no primeiro lugar é God Forgives, I Don’t, do rapper Rick Ross, que vendeu 218 mil cópias e conseguiu a posição de número 1 pela quarta vez nas listas americanas. Ele esteve lá anteriormente com Port Of Miami (2006), Trilla (2008) e Deeper Than Rap (2009).

E o aparentemente imortal álbum 21, de Adele, continua se recusando a sair do Top 10 americano. O segundo trabalho da carreira da cantora e compositora britânica completou 76 semanas consecutivas entre os 10 mais, vendendo esta semana respeitáveis 29 mil cópias, isso com algo em torno de um ano e meio no mercado.

Veja o clipe de Part Of Me, de Katy Perry:

Zac Brown Band volta ao número 1 nos EUA

Por Fabian Chacur

Após ter estreado no primeiro posto da parada dos EUA e perdido, na semana seguinte, a liderança para o veterano rapper Nas, Uncaged, novo álbum da Zac Brown Band, retomou a posição de honra da parada da Billboard, o Olimpo pop.

Com 48 mil cópias vendidas na última semana, Uncaged superou Life Is Good, de Nas, que teve 45 mil exemplares comercializados durante o mesmo período e ficou no segundo lugar, desta vez.

Na estrada desde 2002, o grupo liderado pelo cantor e guitarrista Zac Brown é oriundo da cidade de Atlanta, situada no estado americano da Georgia, e aposta em country music sacudida e próxima das raízes do gênero, cativando um fâ clube fiel.

Uncaged é o segundo álbum da banda, que tem sete trabalhos em sua discografia (cinco de estúdio e dois ao vivo), a chegar ao posto mais alto dos charts ianques. You Get What You Give, de 2010, foi o outro a conseguir esse feito.

Mas vale o registro: segundo a Billboard, Uncaged conseguiu o primeiro posto esta semana com o pior número de vendagens desde que Pink Friday, da cantora pop Nicki Minaj, atingiu o topo dos charts em 19 de fevereiro de 2011 vendendo apenas 45 mil exemplares.

Outro destaque da semana fica por conta do álbum 21, de Adele, que se manteve na posição de número 9, com 30 mil cópias vendidas. Esta é a semana de número 75 do álbum no Top 10 da parada americana, uma façanha daquelas. Não estrahem se o disco se mantiver ainda mais por ali, pois as rádios da terra de Barack Obama não se cansam de tocar suas faixas.

Veja vídeo promocional da música The Wind, da Zac Brown Band:

Zac Brown Band lidera e Adele quebra recorde

Por Fabian Chacur

Dois nomes brilharam na parada americana na última semana. Enquanto a Zac Brown Band comemorou seu segundo álbum a atingir o número 1, Adele quebrou mais um recorde nos charts ianques com seu 21.

Ao vender 35 mil cópias e se manter no oitavo lugar, o segundo álbum da carreira da talentosa cantora britânica completou 73 semanas no top 10 dos EUA, superando assim Jagged Little Pill (1995), de Alanis Morissette e se tornando o álbum de uma mulher a se manter pelo maior número de semanas entre os 10 mais vendidos por lá.

Enquanto isso, a Zac Brown Band, uma das novas sensações da música country, voltou a ocupar o topo das listas de vendas na terra de Barack Obama. Seu álbum mais recente, Uncaged, atingiu a marca de 234 mil cópias vendidas nos seus sete dias iniciais de vendas, surpreendendo a todos os especialistas.

O primeiro disco do grupo, You Get What You Give (2010), também liderou a parada na semana de lançamento, vendendo 153 mil cópias. O primeiro single de Uncaged, The Wind, teve seu clipe feito em animação com direção a cargo de Mike Judge, o mesmo dos ótimos e divertidos Beavis & Butthead e King Of The Hill.

O jovem intérprete de r&b americano Frank Ocean viu seu álbum de estreia, Channel Orange, largar na parada americana no segundo posto, ao vender respeitáveis 131 mil exemplares. Justin Bieber e seu Believe é o terceiro colocado, com 45 mil cópias, algumas cópias à frente de Fortune, de Chris Brown, o quarto classificado.

Overexposed, do grupo Maroon 5 e já resenhado por Mondo Pop, vendeu 44 mil cópias e completou o top 5 desta semana. A banda em breve estará de volta ao Brasil para shows que terão os colegas do Keane como time responsável pela abertura.

Veja o clipe-animação de The Wind, da Zac Brown Band:

Chris Brown volta ao nº1 na parada dos EUA

Por Fabian Chacur

Ao contrário do que se poderia esperar, Chris Brown aparentemente ficou mais popular em termos de paradas de sucesso após o conturbado fim de seu namoro com a cantora Rihanna, que teve até porradas no meio.

Em 2011, o cantor e compositor americano de r&b moderno conseguiu pela primeira vez atingir o topo da parada da Billboard com o álbum F.A.M.E., que vendeu 270 mil cópias em sua semana de lançamento.

Agora, ele repete a dose com Fortune, que atingiu em sua semana inicial nas lojas físicas e virtuais a marca de 134 mil cópias. Será que aquela teoria do “um tapinha não doi” está valendo por lá? Sei lá…

O segundo posto da parada da Billboard desta semana ficou com Teenage Dream, de Katy Perry, que saiu em 2010 e surpreendeu ao vender nesta semana 80 mil cópias.

Há uma explicação para o fenômeno: as cópias em MP3 deste álbum foram vendidas no início de julho ao preço promocional de 0,99 centavos de dólar. E o povo aproveitou.

O adolescente sensação Justin Bieber, com seu Believe, ocupa a terceira posição, vendendo 70 mil cópias, seguido pelo mais recente do Maroon 5, Overexposed (68 mil cópias comercializadas) e Living Things, o novo do Linkin Park, que saiu do primeiro lugar atingido na semana anterior e vendeu 64 mil cópias.

Enquanto isso, o álbum mais vendido dos últimos anos, 21, de Adele, começa enfim a dar provas de que sairá em breve do Top 10 americano, onde se mantém há longas 72 semanas, em performance histórica. O álbum atingiu na última semana seu posto mais baixo até agora, a posição de número 9, ao vender 41 mil cópias.

Ouça Turn Up The Music, com Chris Brown:

Justin Bieber é o nº1 nos EUA pela quarta vez

Por Fabian Chacur

Pelo visto, a chamada “Bieber Fever” continua firme e forte nos EUA. Believe, novo álbum do jovem astro canadense, acaba de estrear na parada americana direto no primeiro posto.

Com vendas em torno de 374 mil cópias em sua semana inicial nas lojas, o CD torna-se o quarto trabalho do fenômeno de popularidade nascido na internet a emplacar o primeiro posto na parada da Billboard.

Os trabalhos anteriores a realizar tal façanha foram My World 2.0 (2010), Never Say Never The Remixes (2011) e Under The Mistletoe (2011).

Isso, em apenas dois anos e meio de carreira profissional, período durante o qual ele também lançou outros dois álbuns de estúdio, que atingiram o top 10 na terra de Barack Obama, My World (2009- número 5 nos charts americanos) e My Worlds Acoustic (2010 – número 7 nos EUA). Bieber completou 18 anos no dia 1º de março.

Ironicamente, Believe tirou da liderança Looking 4 Myself, novo trabalho do mentor de Bieber, o astro da black music americana Usher. Esta semana, Looking 4 Myself vendeu 48 mil cópias, o que lhe garantiu o sexto lugar entre os mais vendidos.

O astro country Kenny Chesney ficou em segundo lugar nos charts desta semana, com Welcome To The Fishbowl, que vendeu expressivas 193 mil cópias. Bem de longe, a cantora e compositora Fiona Apple aparece na terceira posição com The Idler Wheel Is Wiser…, com 72 mil cópias comercializadas.

Cadê a Adele, pergunta você, leitor de Mondo Pop? A simpática cantora e compositora britânica agora ocupa a sétima posição, graças às 47 mil cópias vendidas de 21.

Nas 70 semanas em que se mantém no top 10 nos EUA, é apenas a segunda em que 21 fica abaixo do Top 5, o que ocorreu pela primeira vez em dezembro de 2011.

Veja o clipe de Mistletoe, com Justin Bieber:

Adele volta ao nº1 nos EUA após três meses

Por Fabian Chacur

A disputa foi boa, mas no fim das contas, ganhou quem já estava em cena. Após três meses, o álbum 21, de Adele, retorna ao topo da parada americana, completando 24 semanas não consecutivas na posição. Com isso, o álbum se iguala a duas trilhas clássicas, as dos filmes Purple Rain (1984), de Prince, e Saturday Night Fever (1977), com músicas dos Bee Gees e de outros astros pops.

O álbum da inglesinha mais popular no cenário pop atual vendeu mais de 9 milhões de cópias nos EUA até o momento. O disco se mantém desde o seu lançamento, ocorrido a 68 semanas, sempre no top 10. Sua pior posição até hoje foi em dezembro de 2011, quando esteve no sétimo posto. 21 é, até agora, também o álbum mais vendido na terra de Barack Obama em 2012.

Se acabou tendo de se contentar com o segundo posto em sua semana de lançamento, Thirty Miles West, de Alan Jackson, perdeu por pouco, pois conseguiu vender em torno de 73 mil cópias nesse período, segundo dados compilados para a Billboard pela empresa de pesquisar Soundscan. Uma ótima performance do astro country.

Os Beach Boys também podem comemorar bastante a marca obtida pelo CD que marca o seu retorno, That’s Why God Made The Radio, que com 61 mil cópias comercializadas atingiu o terceiro posto nos EUA esta semana. Trata-se do melhor resultado obtido pelo grupo desde 1974, quando a coletânea Endless Summer atingiu o primeiro lugar.

Se o critério for álbuns de estúdio de inéditas, a coisa vai mais longe, remetendo a 1965, quando Summer Days (And Summer Nights!) ocupou o segundo posto. E também é o primeiro top 10 álbum de Brian Wilson e sua turma desde Big Ones. Ufa!

E outro veterano se deu bem nos charts ianques. Trata-se de Neil Young, que largou na quarta posição com seu Americana, álbum de covers do folk americano, que vendeu 44 mil cópias nesta semana e marca o primeiro trabalho do cantor, compositor e músico canadense com o Crazy Horse desde 2003, quando chegou às lojas Greendale.

Ouça Chasing Pavements, com Adele:

Beach Boys, Adele e Alan Jackson: a disputa

Por Fabian Chacur

Três grandes nomes de diferentes épocas da música disputam esta semana o primeiro lugar na parada americana de álbuns mais vendidos da revista americana Billboard. Um verdadeiro duelo de feras!

Segundo os analistas da revista, o provável, ou melhor, a provável vencedora será a sensação da nova geração da música pop. O álbum 21, da inglesinha Adele, deve vender entre 70 a 73 mil cópias. Se isso se confirmar, o segundo trabalho da cantora completará sua 24ª semana não consecutiva no topo dos charts ianques. Isso, mesmo com o CD há mais de um ano nas lojas.

Por sua vez, Thirty Miles West, do astro country Alan Jackson, poderá atingir um número entre 67 a 70 mil cópias comercializadas, o que pode proporcionar ao astro que se tornou conhecido a partir dos anos 90 o seu quinto álbum no topo da lista de vendas mais importante.

Correndo por fora, temos That’s Why God Made The Radio, primeiro trabalho de inéditas em décadas dos Beach Boys. O grupo traz Brian Wilson, Al Jardine, Mike Love e Bruce Johnston de sua formação clássica, e poderá atingir entre 60 a 65 mil cópias, sendo, mais provavelmente, candidato forte para encarar o terceiro posto.

Se isso ocorrer, será o melhor resultado de vendas de um disco do célebre grupo de rock americano desde 1974, quando sua coletânea Endless Summer passou uma semana no primeiro lugar nos EUA. O disco, 29º de estúdio dos Beach Boys, é um dos marcos das comemorações de seus 50 anos de carreira.

Veja matéria da TV americana sobre os 50 anos de carreira dos Beach Boys:

Adele vende 9 milhões de álbuns nos EUA

Por Fabian Chacur

A cantora Adele parece não se cansar de quebrar recordes e atingir novas marcas invejáveis no mundo da música pop. Nesta semana, a jovem intérprete ultrapassou o patamar de nove milhões de cópias vendidas de seu álbum 21 nos EUA.

Ela conseguiu concretizar esse invejável desempenho após completar 64 semanas no Top 10 da parada ianque, performance equivalente entre as mulheres ao de Forever Your Girl (1988), da cantora/jurada Paula Abdul, e só inferior ao desempenho de Jagged Little Pill (1995), de Alanis Morissette, que ficou 72 semanas nos charts.

O bacana é saber que a expectativa de sua gravadora era de que o segundo álbum da moçoila conseguisse vender entre cinco e seis milhões de cópias até março de 2012. Como 21 ocupa o segundo posto nas listas de sucessos nos EUA esta semana, dá para esperar novos futuros recordes por parte da simpática gordinha de vozeirão.

O atual single do álbum, Rumour Has It, está tocando bastante nas rádios. Até o fim do ano, uma nova canção de Adele deve chegar às lojas. Será provavelmente o tema do novo filme da franquia James Bond, Sky Fall, previsto para ser lançado no dia 9 de novembro.

Ouça Rumour Has It, novo single de Adele e faixa do álbum 21:

Older posts

© 2017 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑