Mondo Pop

O pop de ontem, hoje, e amanhã...

Samba de Rainha, ou melhor, as Rainhas do Samba

Por Fabian Chacur

 

A Virada Cultural de 2007 me deu a oportunidade de conferir ao vivo um grupo do qual não tinha a menor referência. Trata-se do Samba de Rainha. Tocando em plena madrugada, em palco montado no centro de São Paulo, o octeto me cativou com um samba consistente, vibrante e de quem esbanja conhecimento de causa. Fiquei com os ouvidos coçando quando elas anunciaram que lançariam o segundo CD nos meses vindouros. E enfim, para mim, a espera se acaba. Vivendo Samba, segunda bolachinha prateada do grupo paulistano, já virou campeã de audiência aqui no meu “tocador de CDs”. Formado por Aidée Cristina (surdo e coro), Carina Iglecias (conga, caixa, repique de mão, afoxé, timbal, guiro e coro-ela saiu do grupo após a gravação do CD), Érica Japa (rebolo, ganzá, caxixi e agogô), Gadi Pavezi (pandeiro, tamborim, queixada), Nana Spogis (violão seis cordas e pandeiro), Núbia Maciel (vocal, beatbox), Sandra Gamon (tamborim, repinique, agogô e coro) e Thais Musachi (cavaco, banjo, pandeiro e timbal), o Samba de Rainha transcende o fato de ser formado apenas por mulheres, e encara qualquer grupo de samba deste país. Quando digo samba, não me refiro a pagode romântico ou outras variações diluídas que andaram dando as cartas no mercado fonográfico nos anos 90. Aqui, o que predomina é o samba rasgado, o romantismo com atitude, o batuque contagiante e extremamente bem entrosado. Vivendo Samba consegue transferir para o estúdio a impressionante energia que as meninas mostram ao vivo, e explicita o carisma da vocalista Núbia Maciel, uma espécie de Cássia Eller do samba, pela sua atitude roqueira e timbre vocal que lembra a saudosa intérprete e também Zélia Duncan, mas sem copiar nenhuma das duas. A maior parte do repertório do CD é de composições próprias, e temos também uma feliz releitura de Retalhos de Cetim, de Benito di Paula. Au Revoir, Quero Me Largar No Seu Abraço, É Pomba Mané e Desdém merecem destaque, mas Vivendo Samba é para se ouvir de ponta a ponta. Difícil ficar parado com uma trilha sonora dessas, proporcionada pelo Samba de Rainha, ou melhor, pelas rainhas do samba.

 

Confira Au Revoir ao vivo no Estúdio Show Livre:

 

http://www.youtube.com/watch?v=1x_ogRvFcGA

 

2 Comments

  1. Alexandre Damiano

    March 12, 2009 at 12:42 pm

    Não conheço. Mas elas são lindas!!
    Seriam nossas spice girls ?

    bonitas mesmo.
    vou conferir!!
    abs

  2. Spice Girls que tocam, compõem, cantam e são mais brazucas do que nunca!!!! rsrsrsrs Grande abraço, Alexandre, e se você gosta de samba, confira o som das meninas, que é da melhor qualidade!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

© 2020 Mondo Pop

Theme by Anders NorenUp ↑